Só se admira quem não vê certas coisas à porta das escolas e por aí, com o beneplácito destes justiceiros parentais que culpam tudo e todos por aquilo que são apenas as suas próprias falhas e incapacidades. Mas, as culpa não é del@s.

Desta vez, foi em Abrantes.