Leitura muito interessante, ao nível de outras teses provocatórias como a do Outliers de Malcolm Gladwell e um pouco na sequência da própria Teoria do Caos.

Um Cisne Negro é um acontecimento inesperado que tem um enorme impacto na vida (económica, política, cultural) das pessoas, que não era previsível a partir dos modelos habituais de pensamento, mas que se tenta explicar a posteriori de modo a torná-lo compreensível e previsível.

É um acontecimento decisivo para a evolução social (mas pode até fazer-se o paralelismo com as mutações no mundo natural), exactamente por não corresponder ao que estava previsto pelos paradigmas dominantes.

No fundo é aquilo que explica aqueles fenómenos que podem causar, por exemplo, tragédias por não coresponderem aos valores médios, à previsibilidade quotidiana das coisas.

De acordo com o autor é mais importante aquilo que não sabemos do que o que sabemos, pois isto podemos prever e preparar, enquanto que com a incerteza do desconhecido é (quase) impossível lidar ou então desperta incompreensão para com aqueles que conseguem conceber o que é imprevisível para a maioria.

Por exemplo, que reconhecimento teria alguém que tivesse antecipado uma dada catástrofe e, com essa acção, a conseguisse impedir de forma que ninguém sequer se apercebesse do valor das suas acções?

Advertisements