Utopia


Fotografia0167

pl

How can teachers help to improve social mobility?

The school improvement movement has worked, says Estelle Morris – now we need to do the same for improving pedagogy.

Social mobility flatlining at best, says government adviser

Alan Milburn says government and universities must encourage more students from poorer backgrounds to take degrees.

Que aos espécimes daquela estirpe, infelizmente comum, de criaturas que desregulam um dos faróis dos carros, para poderem ver não sei o quê melhor, caísse um balde de excrementos na cabeça sempre que se cruzam comigo, ou com qualquer outra pessoa incomum, daquelas que usa os faróis regulados.

Ou então que percebessem que aquilo que fazem é apenas estúpido e incomoda os outros, em especial quando transitam atrás de nós e o farol mais alto se reflecte no nosso espelho retrovisor até ao extremo do encandeamento.

Eu sei, era mais fácil desejar a paz no mundo.

Deve ser bom viver assim… completamente em dissociação ou desvinculação ou lá o que é…

“É preciso um governo de salvação nacional”

(…)

Neste momento, precisávamos de um governo de salvação nacional?

Julgo que era fundamental. Se houvesse o milagre de os partidos, em conjunto, encontrarem um governo de salvação nacional que agarrasse o País…

Mas como é que isso é possível com o tal quadro político que tanto desvaloriza e critica?

É por isso que eu falo em milagre! Se houvesse um milagre que levasse os partidos a abdicar dos interesses partidários, e pensar na salvação do País.

Não sei… Fica para depois.

É que eu ia dizer que:

por isso partiste
porque nada ouvias e na tua face
a noite crescia quando partiste

viajava aos meus olhos uma catedral imensa
rumorosa e confusa das manhãs claras

reparava em todos os sons
e havia sons que eram escadas
outros que pareciam luzes
e alguns que ainda não eram sons quando partiste

todos edificaram a noite
que ficou uma catedral de silêncio
sem escadas nem luzes
nem faces que nos meus olhos viajassem
quando partiste

Mas isso não é verdade, eu é que estou aqui.

não há o bálsamo dispersado nas perturbadoras vigílias
que fosse pousado na infinidade surda do lugar
da noite decorrida impura apenas muito longe
 
eu sei
 
ouvir o som do retinir de qualquer cristal fracturado
onde se elevam os dormires dos mundos difíceis
nas visões que não haveremos de beber ou observar
 
os púrpuras incisivos e as outras cores que circulam lentamente
referem-se só à origem do poema desde o seu único início

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA
Resolução da Assembleia da República n.º 108/2009

Recomenda que, no âmbito do processo negocial em curso e no prazo de 30 dias, seja revogada a divisão da carreira docente nas categorias hierarquizadas de «Professor» e «Professor titular» e seja concretizado um novo regime de avaliação do desempenho dos docentes.
A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da Constituição da República, recomendar ao Governo que, no prazo de 30 dias:
1) Elabore as normas do Estatuto da Carreira Docente e legislação complementar, designadamente, extinguindo a divisão da carreira docente entre as categorias hierarquizadas de «Professor» e «Professor titular».
2) Estabeleça um novo modelo de avaliação do desempenho docente que seja justo, exequível, que premeie o mérito e a excelência e que contenha uma componente de avaliação orientada para o desenvolvimento profissional e melhoria do desempenho dos docentes, e que contribua para o aprofundamento da autonomia das escolas.

3) Crie as condições para que do 1.º ciclo de avaliação não resultem penalizações aos professores, designadamente para efeitos de progressão na carreira, derivadas de interpretações contraditórias da sua aplicação.

Aprovada em 20 de Novembro de 2009.
O Presidente da Assembleia da República, Jaime Gama.

(c) Antero Valério