Tão Tenrinho!


Exp31Jan15

Expresso, 31 de Janeiro de 2015

Passos acusa comentadores e jornalistas de serem “patéticos” e “preguiçosos”

O que é que o senhor PM quer… que sejamos todos duques daqueles que dão honoris causas aos salgados?

Que nos transformemos em consultores e assessores insurgentes com cursos de economia para zombies?

Que ignoremos as vezes quem que, por desconhecimento, incompetência ou manobra de psin, o actual PM fez lembrar tantas vezes o anterior na relação difícil com os factos ou na sua forma (quase sempre inábil, diga-se de passagem) de tentar manipular a realidade, pensando apenas no curto prazo, para adiar más notícias?

RTP: Ao que isto chegou!…

A edição de hoje do programa da RTP “Prós e contras” conta com a participação de um economista de Coimbra, Pedro Vaz Serra, acusado, pelo Ministério Público, de autoria de 12 crimes de burla qualificada.

No despacho de dedução de acusação, noticiado pelo “Campeão” a 31 de Outubro de 2012 (edição impressa), um magistrado do MP refere, por exemplo, que o arguido “forjou e utilizou mensagens de correio electrónico”, acrescentando que ele “quis dar a aparência exterior de seriedade e credibilidade”.

Segundo o procurador-adjunto Nuno Salgado, Serra “agia perfeitamente consciente de que enganava deliberadamente (…) pessoas a quem entregou cheques, fingindo-se legítimo possuidor dos mesmos”.

Pedro Vaz Serra, ex-quadro do Banco Privado Português, ter-se-á apropriado, em poucos anos, de 731 000 euros pertencentes a clientes do BPP, mas este restituiu o dinheiro aos lesados e o gestor teve de ressarcir a instituição.

O economista desfruta da presunção de inocência; a RTP não. A estação pública de televisão tinha a obrigação de escolher para aquele programa quem não estivesse acusado de autoria de burla qualificada e de falsificação de documento.

está prenhe de luta, cuidado co’as águas.

Seguro diz que os tempos não são para jogos partidários

Só peço que exista uma recompensa (europeia, se possível) para este homem depois de tanto trabalho a domesticar a oposição. Faz-me lembrar uma outra personagem e o empenho colocado em adormecer uma certa e determinada contestação.

Poderia argumentar-se que isto é táctico… que espera pelo desgaste do governo e do PSD, para depois aparecer como o grande vencedor em 2013, mas já sabemos que não é disso que se trata.

… não me admira que admire qualquer currículo alheio.

Vítor Constâncio sobre Oliveira e Costa
“Dificilmente se encontraria alguém com melhor currículo”

Também foi muito interessante a parte em que o inquirido declarou que não compete ao regulador do sector bancário detectar fraudes…

Por mim, já me chegava saber apenas se usa o mesmo produto que o presidente da ANMP.

Até parece que esta gente não passou décadas nos corredores chiaroescuros das pressões e outras atensões

Carlos Magno admite-se pressionado para que ERC conclua averiguações

Subitamente ficaram coisos.

Será da idade?

Ou da dolce vita?

E de que florestas falamos quando falamos de galopante desemprego jovem, qualificado, urbano e suburbano?

Monsanto?

A floresta urbana?

E vão como? De bicicleta ou podem ter passe social?

Ahhhh… já sei… vão ser os desempregados de longa duração… do interior… esses malandros!

E também deviam apanhar os papéis que caem no chão e os cócós dos cachorros…

Desempregados e beneficiários do RSI vão vigiar florestas

O Governo pretende utilizar os desempregados e beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) em acções de gestão e vigilância das florestas, anunciou nesta quarta-feira, no parlamento, o secretário de Estado da Administração Interna.

A sério, de que aviário saíram estes secretários tão queriduchos e tenrinhos?

Expresso, 30 de Março de 2012

Também tenho direito a reescrever o passado como muitos heróis de oportunidade que a posteriori embelezaram o currículo. E tenho até documentação iconográfica para comprovar como entre Maio e Junho de 1968 aderi convictamente à moda da Revolução Cultural, exibindo com orgulho a minha vestimentária oficial.

O autor enquanto guarda cultural em Junho de 1968, no rescaldo da sua participação nas revoltas de Maio desse ano, que levaram à sua desilusão com o marxismo soviético, tido como demasiado pacífico, acabando por optar pela via revolucionária apontada pelo camarada Mao.

Ahhh…. e ainda tenho o rádio que aparece na imagem e ttinha e tem onda curta, permitindo sintonizar a Deutsche Welle, a BBC e a Rádio Moscovo (quando havia).

Greve do Natal prejudicou mais utentes que a CP

Mas há uma boa notícia:

O próximo ano é o da sua despedida como líder da UGT.

Tanto cuidado em aconchegar formalmente o António José. Até comove.

Governo quer “contacto construtivo constante” com PS

Entretanto, o Expresso escolheu – e bem – Carvalho da Silva como líder da oposição, na ausência de melhores hipóteses.

 

Sobre a questão da abertura omito brejeirice vernacular. Opto pela moderação.

Aliás eu até pelcebelia se o Pedlo fosse japonês. Assim nem polisso.

Passos aberto a discutir com PS “alguma modelação” na aplicação de medidas

A Fenprof divulgou um conjunto de 12 propostas para evitar ruturas nas escolas. A APEDE já chamou a atenção para a aparente rendição quanto ao modelo de gestão.

No meu caso, que ando cansado de ler mais do mesmo, ainda por cima com uma organização lógica algo desconexa dos pontos, fico-me por questionar este aspecto do ponto 12:

Não revisão do ECD, exceto no que respeita às questões da avaliação já negociadas, pelo menos até que o atual não seja completamente aplicado;

Percebo que o medo é que sejam feitas alterações (mais) negativas no estatuto.

Mas…

A Fenprof defende a revisão do ECD nas matérias relativas à avaliação a que não deu o seu acordo? Ou será que deu? Mas não dando?

Expliquem-me lá devagarinho esta parte, porque sendo assim, quer-me parecer que eu tinha razão quando escrevi que não tinham assinado o novo acordo sobre a ADD, mas não por falta de vontade…

O que está escrito é claro.

No meu caso, acho que, no contexto actual de completa estagnação na progressão na carreira, não existe razão para qualquer revisão do ECD, muito menos em matéria de ADD e que o sindicalismo de luta deveria promover, sem hesitaçlões, o boicote a uma avaliação sem objectivo e sentido.

Pelos vistos colocaram o Teixeira dos Santos a ser entrevistado à mesma hora da transmissão do Braga-Benfica. Acho que nem o pai Josef fez tamanha maldade aos  kameneves e zinovieves.

“Ele já não conta com o eng. José Sócrates”

Marco António, Vice-presidente do PSD sobre elogio de Mário Soares a Passos Coelho e entendimento PS/PSD.

Será que este não percebe que é uma pescadinha num mar de tubarões? Para Soares, Passos Coelho só tem utilidade se assegurar o que Sócrates assegura. Estando Sócrates gasto, Passos Coelho interessa apenas enquanto estiver fresco. Mais nada.