Prazeres


IMG_8072IMG_8073

Ando eclético, mas em fase policial.

 

… embora o Diário da República seja sempre uma boa alternativa em termos de qualidade imagética do discurso, em geral, e verbosidade incontinente, em particular.

IMG_7860

Vai ser uma estreia, pois só li as crónicas até agora. Há uma série de “novos autores” portugueses que tenho lido muito pouco, devido ao alarido em seu redor. Tive azar, porque em alguns casos devo ter dado com a obra errada e não tive vontade de lá voltar.

A ver vamos…

IMG_7700

Neste caso, é uma leitura adiada há muito tempo pela dimensão da obra. Será desta? Não me arrisquei com a edição original, com receio de ficar preso até à Páscoa.

IMG_7769

Um bom pretexto para reencontrar leituras antigas, pois tenho 9 dos 10 álbuns listados. Mesmo se discordo de parte da selecção, a começar pela inclusão de O Lótus Azul do Hergé, quando todos sabemos que a obra-prima é As Jóias de Castafiore.

IMG_7782

Por fim, uma leitura a meias com a petiza.

IMG_7770

Desconhecia este volume de tipo autobiográfico sobre a infância do autor nos anos 20. Estou a lamber antecipadamente as sinapses.

IMG_7766

Tenho um imenso fraquinho pela foto da capa deste livro. Mais que não seja porque também serviu de capa para um dos melhores álbuns dos anos 80 e um dos meus favoritos de sempre.

IMG_7768

Agora que a Knausgaardmania chegou cá, vou para o 3º paperback da edição inglesa, o mais levezinho até ao momento.

IMG_7767

(continua…)

De forma velha e antiquada ou moderna e tecnológica. A ver se ainda me lembro.

Tenho estado demasiado ocupado na aquisição dos livros, digo, das prendas para as minhas semanas (quase só semana e meia) de repouso.

Este foi por tua conta, João S.

IMG_7771

 

IMG_6759

… há sempre que guardar tempo para (re)encontrar oportunidades para darmos alimento aos nossos vícios.

Neste caso, é uma livraria-alfarrabista, sem nome cá fora, ali pela rua do Diário dos Açores, em Ponta Delgada, um pouco acima do (encerrado) Gil e quase defronte da (decadente, mas com promessa de recuperação) Casa das Palmeiras.

Há esplanadas perto, para degustar as aquisições que, este ano, foram muito regradas, cortesia do ambiente de esbulho fiscal, laboral, social… etc e tal.

IMG_6343IMG_6342

Da Heavy Metal estão por lá vários anos, de meados da década de 90 do século passado a cerca de 2000 (trouxe apenas os números especiais, pois nem me lembro dos que tenho dos normais),  a 1 euro e ao lado uma estante inteira de coisas da Marvel e DC Comics a metade do preço, mas eu para isso já tenho pouco espaço e paciência.

Muitos livros de Arte e o espólio da falida Quarteto, neste caso com tudo a menos de 3 euros.

Paperbacks a 3,5€ para meu desespero e esforço para arranjar espaço para trazer um pequeno lote.

A publicidade é merecida, mesmo se nem guardei o nome do proprietário, apesar das afáveis conversas sobre o acervo dos 250.000 livros por vender…

Página seguinte »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.042 outros seguidores