Portugal Ainda Existe?


Autarquias dão apoios ilegais a fundações e não são penalizadas por isso

Mas que câmaras foram?

Sub

Que é reconduzir Portugal ao que era há 30 anos atrás, os heróicos tempos “pré-europeus”, pré-indy, pré-FSE e fundos prás ongues e tecnis manhosas, precisando apenas de perguntar ao actual PR como é que se regressa à ruralidade e ao mar depois dele, enquanto PM, ter ajudado a dizimar por completo essas actividades económicas.

Ahhhh…. voltar a 30 anos atrás (quiçá 50), só que sem escolas, correios ou polícia onde antes ainda existia alguma coisa, só que quem se lembra disso ainda leva com o anátema de “salazarista”, o que não deixa de ter a sua graça.

Pub31Jan15

Público, 31 de Janeiro de 2015

Wall Street Journal acusa Arnault de negociar empréstimo ao BES que gerou perdas para a Goldman Sachs

Director do JN ouvido numa audiência na PGR sobre contactos com Sócrates

SidonioPiolheira

O Século (1918)

É vê-los todos, em fileira encarneirada, com o argumento de que depois de exercerem o poder local ficaram a achar que o regional é o maior, do laranja Rio ao rosa Costa, passando pelo independente Moreira.

Portanto, depois da “municipalização” da Educação, Saúde e Segurança Social, deve seguir-se a regionalização do que sobrar.

Como nestas matérias sou assumidamente conservador, arcaico e obsoleto, apenas vejo a unidade nacional a ser esmifrada entre a perda de soberania nas suas funções mais centrais para a União Europeia e a fragmentação dos serviços públicos para municípios e regiões definidas à moda de um mapa do Estado Novo.

 

lembras-te da tua prenda do ano passado?

 

(e ao que parece ainda está por saber quanto recebeu o Jacinto Leite Capelo Rego)

Manuel Fernando Espírito Santo, antigo chairman da Rioforte, admitiu ter sido um dos cinco ramos da família Espírito Santo, em representação do clã Moniz Galvão, a receber uma comissão de um milhão de euros no negócio dos submarinos comprados pelo Estado português a um consórcio alemão. “Tivemos uma retribuição especial”, apelida o ex-administrador não executivo do BES.

Página seguinte »