Os Ruins Somos Nós?


… que tinham no espírito santo o seu complemento de sobrevivência?

E é este tipo que está ligado aos cortes nas pensões e outras coisas assim com argumentos da treta?

Claro que ele tem toda a legitimidade para ganhar a vidinha como bem entende. Mas, assim sendo, porque veio ele meter-nos agora as mãos nos bolsos enquanto governante? Não estava satisfeitos?

Porque, neste caso particular de alguém que foi trabalhar para uma empresa que desconhecia pouco tempo antes, é difícil acreditar em amor à coisa pública.

Governante recebia 20 mil euros da Ongoing

Secretário de Estado da Segurança Social recebia 20 mil euros por mês da Ongoing Brasil.

… sobre os que menos se podem defender.

Pub11set13

Público, 11 de Setembro de 2013

Ulrich: “A salvação nacional parece-me uma boa solução para aqueles que entendem que o País precisa de ser salvo”

Desde 2011, com a diminuição média de 5% nos salários repetida nos anos seguintes e avalizada duas vezes pelo Constitucional, passando pela retenção de dois subsídios em 2012, também permitida pelo TC, funcionários públicos deram, sozinhos, mais de cinco mil milhões para combate ao défice. Este é um dos assuntos em destaque na edição de hoje do DN.

Nos tempos que correm, na ausência de referência na Wikipédia, usa-se o Facebook:

TMRTMR~2

Reparem como com efeitos a 1 de Fevereiro de 2012 já se apresenta(va) como técnico superior do Ministério das Finanças.

Embora a indignação seja agora mais forte do que já foi quando o agravamento da carga fiscal se fez – em nome de um alegado corte da “despesa” – só em cima dos rendimentos de alguns.

IRS agrava tributação de famílias de mais baixos rendimentos

As simulações parecem inequívocas. As mexidas no IRS para 2013 penalizam todos os rendimentos, mas agravam mais as famílias de menores rendimentos, aumentando as desigualdades sociais. Vai ser um tema polémico. Se o IRS não contribui para combater as desigualdades sociais, não será contrário ao espírito da Constituição?

Página seguinte »