Omoletes Sem Ovos


não deitei fora o meu Euclides, mesmo que o mesmo não admita existirem verdades divergentes obedecendo aos mesmos axiomas, mas vi-me a desenhar uns triângulos cujos ângulos internos somavam, uns mais, outros menos do que 180 graus, coisas simples da realidade real.

Já me lembro, a parvoíce era ver o assumido e outras possibilidades.

Ia estalando uma revolução, só porque viram.

Os óculos de sola as confinações ao pugrama poderão ser fatais.

… porque volta a estar em causa o apoio aos mais frágeis e vulneráveis, em particular num contexto de crise.

No universo global dos 697 funcionários do Instituto da Segurança Social (ISS) abrangidos, os das comissões de protecção representam uma minoria. Serão entre 15 e 20 representantes da Segurança Social, segundo dados da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR).

Mas cada pessoa chega a ter 100 processos em mãos. “Cem processos são cem crianças em risco”, salienta a presidente da CPCJ do Barreiro, Rita Carvalho. Cem é o número de processos que estão a ser acompanhados pela sua adjunta, no cargo de secretária da comissão, que foi notificada no âmbito da requalificação e dispensada das suas funções.

para se preocupar com o desemprego – imediatamente me preparei para beber a solução.

 

Nada, os jornalismo noticiava apenas um estado d’alma eleitoral.

 

Fui beber outra coisa…

 

Falas da festa, do sol e do prazer
Mas nunca aceitaste o convite
Tens medo de te dar
E não e teu o que queres vender

Fenprof acusa Ministério da Educação de ‘total desrespeito’ pelo acordo assinado

A culpa deve ter sido do Fafe.

Porque há pessoal que vai a correr ler as coisas, passando logo por cima do princípio.

Artigo 1.°
Objeto
1. O presente despacho normativo introduz normas relativas à distribuição do serviço aos docentes de quadro para o ano letivo de 2013-2014 de acordo com as regras estabelecidas no Despacho Normativo n.° 7/2013, de 11 de junho, sem prejuízo do disposto no número seguinte.

2. As normas constantes do presente despacho normativo prevalecem sobre o disposto no Despacho Normativo n.° 7/2013, de 11 de junho, exclusivamente para efeitos de preenchimento da componente letiva.

Em nenhum lado surge que são preenchidos horários-zero com tudo e alguma coisa.

Repare-se que não estou a fazer qualquer crítica a quem tenha negociado de boa fé, mas apenas a repetir que o despacho normativo deveria ter sido revogado e feito um novo DOAL, do princípio ao fim. E que, de uma vez por todas, as actas não são diplomas legislativos.

Até porque isto não passa da renovação do que foi feito o ano passado, na altura também na base dos remendos ao DOAL.

Se não é isto que está nas actas negociais?

Pois… é bem possível que não, mas… vejam lá a parte boa da coisa: nenhum dos negociadores se vai lixar, muito menos os irmãos de sangue televisivos, pois nenhum dá aulas e está em risco de horário-zero e mobilidade, certo?

Já agora… e nas gravações está o quê?

 

Se, e só se, PPC avançasse com a tolerância – caía o Carmo; assim, como não, caiu a Trindade.

Resumindo, cai sempre qualquer coisa. Desmorona-se.

Essa é que é a tradição.

Estamos a falar de uma reforma, de uma reorganização, de um reajustamento, de um remendo ou do quê?

Isto é para durar quantos anos? Pelo menos os três anos do 3º ciclo de escolaridade? Porque nem ouso pensar que sirva para os cinco que vão do 5º ao 9º para quem entrar em 2012-13 no 2º CEB.

Vamos fazer uma discussão pública de mais este conjunto de cortes sem sabermos qual a duração das medidas?

Porque o comunicado, a este nível, fala numa etapa… uma etapa num trajecto em que sentido? Ao que parece serão redefinidas as metas de aprendizagem e os programas… Quando?

A etapa de revisão da estrutura curricular que agora se inicia abre caminho a reformas curriculares mais profundas que permitirão melhorar significativamente o ensino das disciplinas fundamentais. Neste sentido, criará as condições para uma definição das metas de aprendizagem disciplinares e reformulação posterior dos programas com vista a um trabalho consistente de alunos e professores na melhoria da aprendizagem.

Página seguinte »