O Fim Do Mundo Sem Cuecas


 

O problema: reportagem no Jornal da Uma da TVI, desta vez uma escola algarvia com muito menos de um milhar de pinheiros, parece que três unidades, uma complicação sobre a Processionária, pais ignorantes em pânico, jornalistas ávidos da desgraça sem solução, criançada pós-curiosa coçada, a culpa é do governo.

 

A solução: cinco míseros aéreos de investimento num pozinho bacillus thuringiensis – não refiro marcas comerciais só para aborrecer – e já está! Desde 1911 que qualquer não ignorante sabe.

Esta e outras soluções mais mecânicas. Só que as soluções não agradam aos küs deste mundo.

Ide pentear macacos nabos!

 

 

Iavé admite ter errado, mesmo sem admitir ter errado.

Responsável por exames admite problema em prova de Português

O Instituto de Avaliação Educativa acaba de reconhecer que a resposta indicada como correta numa das perguntas do exame de Português do 12.º ano não é consensual. E vai aceitar uma segunda resposta possível.

(…)

O Instituto de Avaliação Educativa considera, no entanto, que a pergunta tem de ser vista no contexto do texto em que se insere e que a resposta correta é mesmo a que sugeriu, correspondendo a uma interpretação “validada pelos especialistas em Linguística que colaboram com a equipa responsável pela elaboração da prova”. “Tendo sido novamente consultados, os mesmos especialistas reiteraram os pareceres dados”, reforça o IAVE. Só que a opinião não é consensual.

Sabem onde podem colocar, respeitosamente, a maioria dos “especialistas” que o Iavé recruta na base do amigo-que-conhece-o-amigo, não sabem?

Há uns anos, havia um lote de “especialistas” que – vá-se lá saber porquê – eram quase todos da mesma escola aqui das bandas desérticas.

a cada fruto que voa pela bordoada recita um versículo do acordo pornográfico,

 

e já não há prova?

P’ró lagar!

 

 

A Culpa É Dos Outros!

Gang Bang Lobby Gay.

Ex.mos Sr.s Jornalistas,

agora que acabou o Euro (não interessa qual), e enquanto alguns dos vossos prezados pares ainda entretêm o ppl com a angústia da cor das cuecas dos actores com AAV do-melhor-que-há, sugiro que nos contem do estado das cuecas do sindicalismo, cruzeiros, cilindradas e coiso.

É apenas uma sugestão, amanhã já ninguém se lembra, eu que não sou de intrigas e também estou aqui no meu canto.

Saudades às tias.

Este sempre vosso e afectuoso,

Fafe

P.S.: Desculpem, abri a carta sem querer…

Alegadamente até.

Os factos, já de si inusitados no estado falhado da Madeira:

O edifício da antiga secretaria regional do Equipamento Social da Madeira, onde funcionam actualmente outros serviços do governo regional madeirense, está a ser desde esta manhã alvo de buscas por elementos do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).

As reacções são, na melhor das hipóteses, cómicas:

O Governo Regional da Madeira reagiu esta segunda-feira às buscas efetuadas no edifício da ex-secretaria do Equipamento Social da Madeira questionando a escolha da GNR para proceder às diligências e acusando o DCIAP de “falta de discrição” e de causar “alarme social”.

Esta operação, diz ainda o comunicado, é “passível de análise política no momento que decorre”. O Governo Regional “questiona a utilização da Guarda Republicana para o efeito, dadas as suas limitadas competências no território autónomo, bem como a existência de outras instituições policiais com provas dadas neste domínio”.

Já sabem, se algum dia tiverem problemas com a Justiça, nada como protestar pelo facto de não ser tudo fieto ás escondidas e com os agentes policiais que acharem mais adequados.

Só me espanta não se terem queixado por não terem sido avisados, à maneira felgueirense.

Queda do PIB duplicou no fim de 2011

Bom Inverno. Abrangente e para todos.

OCDE antecipa a pior recessão e desemprego para Portugal em 2012

Ó faxavor, alguém informe o ministro Álvaro!

Ou será que, como no governo anterior, a OCDE ora vale (elogios na Educação), ora não vale (previsões económicas)?

Será preciso ser médico?

“Portugal está na bancarrota e não vai cumprir a dívida”, diz Bastonário dos Médicos

José Manuel Silva alerta que ainda “serão encontrados mais buracos no País“, o que levará a “uma mudança radical” para os portugueses.