O Esbulho Fiscal


Despacho n.º 796-B/2013:
Despacho que aprova as tabelas de retenção na fonte para o ano de 2013

De acordo com a minha declaração de IRS de 2011 auferi um “rendimento relevante” de 1944,59 € (o que é 70% da majestosa quantia extra de 2777,98€ que ganhei extra-salários).

Isso significa que estou no escalão 1, com uma taxa contributiva de 29,6%.

O que implica uma contribuição a pagar mensalmente de 124,09 €.

O que equivale a 1489,08 € anuais.

É impressão minha ou esta carta merece o mesmo destino do e-bio?

O que andará o ministro Vespa Soares a inalar? Oregãos estragados?

A chatice é que agora é tudo pela net e não há quase dinheiro nas repartições.

O princípio de autoridade e os motins antifiscais de 1862

Eu sei que isto é um bocado off, mas o início da semana é campo fértil para pesquisas várias…

Correio da Manhã

 

(c) Antero Valério

…Portas quando fazia sentido…

O link é do próprio canal do CDS no Youtube.

Todo este discurso é actual e antológico.

Embora a indignação seja agora mais forte do que já foi quando o agravamento da carga fiscal se fez – em nome de um alegado corte da “despesa” – só em cima dos rendimentos de alguns.

IRS agrava tributação de famílias de mais baixos rendimentos

As simulações parecem inequívocas. As mexidas no IRS para 2013 penalizam todos os rendimentos, mas agravam mais as famílias de menores rendimentos, aumentando as desigualdades sociais. Vai ser um tema polémico. Se o IRS não contribui para combater as desigualdades sociais, não será contrário ao espírito da Constituição?

Já sei, os actuais governantes são dos que acreditam que seremos recompensados pelos nossos sacrifícios no Além. Sinto-me tentado a tornar-me crente, em especial se me garantirem que eles vão para ao Inferno, mas sem as partes boas…

Orçamento Subsídio por morte cortado para metade

O Governo quer cortar para metade o subsídio por morte, que é atribuído às pessoas de família a cargo dos aposentados por mortes destes, limitando o valor a 1.257,66 euros.

.

Ainda me lembro dos tempos em que o CDS protestava com o Imposto Sucessório e erguia a bandeira dos mortos… 👿

VEJA AQUI OS NOVOS ESCALÕES DE IRS

Se aparecer algum liberal a tentar explicar-nos que este sistema de escalões é mais progressivo atirem-lhe com uma bigorna na armação córnea porque está a gozar convosco ou é um borginhos ignorante…

Um sistema é tanto mais progressivo – no sentido de uma progressão menos abrupta – quanto mais escalões tiver, não o contrário. Este é mais simplista. E só isso. Ou melhor, isso e um ganda assalto à carteira que leva mais do que o subsídios “devolvido”.

… é tão pornográfica que nem quero comentar, a menos que quebre a regra dos palavrões em posts.

Que saudades dos políticos liberais que criticavam o esbulho fiscal.

Não receiam nada disto? A Margaret não aguentou muito tempo…

Extinção da cláusula de salvaguarda vai provocar subida explosiva do IMI das casas

Valor do IMI poderá disparar para mais de 5 milhões de proprietários

A marosca fiscal

O primeiro-ministro anunciou que os trabalhadores do sector privado vão passar a descontar 18% para a Segurança Social em 2013, em vez dos actuais 11%. Na prática, cada trabalhador vai perder o equivalente a mais de um salário líquido no fim do ano.

Para fazer as suas contas, a Renascença desenvolveu um simulador. Pode descarregar AQUI a calculadora. Qualquer dúvida, pode enviar um “e-mail” para online@rr.pt.

E com a subida de escalão no IRS com a reposição mensal de um dos subsídios, o esbulho fiscal será ainda maior do que agora, pois o acréscimo de 7% no pagamento para a Seg. Social também incidirá sobre um valor mais elevado do que o actual.

Resumindo: no fim de 2013 ainda ganharemos menos do que agora.

Tudo muito constitucional?

Fisco faz corrida às armas

Funcionários do Fisco de vários pontos do país vão enviar uma circular ao director nacional da PSP a reclamar do Estado a distribuição de armas de defesa pessoal. Muitos já estão a trabalhar armados, com armas pagas do seu bolso ou distribuídas pelos serviços.
.

Notícia de última hora. Está a passar em rodapé na SIC e TVI.

Estão a gozar, certo?

Assim é como com os cortes… basta tomar a medida, ano a ano!

(reduzi o tamanho da explosão, porque isto me parece uma decisão meio-cócó…)

Para o buraco do BPN, para os contratos da Mota-Engil, as indemnizações à Soares da Costa, as concessionárias das SCUT e outras PPP, para a Lusoponte… mas qual é a dúvida?

e com um pouco mais de tempo para percorrer os comentários, deparei-me com este , o qual transcrevo: “Afinal em que ficamos? Não receberemos os subsídios e pagamos o mesmo IRS? Não havia novas tabelas?” Pertinente, quanto a mim. E ainda o será mais pela sedação aracnídica e/ou porque a fase da negação se iniciou entre quem já se habituou a ser roubado. Vou ali desnivelar-me e já volto.

Ah, e tal, porque o fisco (máquina de sorver) ainda não estava preparado, a culpa é da impressora, depois acerta-se, o costume. O costume tem que mudar. Agora, já.

Tabelas Salariais 2012 e comparação com os valores de 2011

Portas acusa Estado de esconder esbulho fiscal

O líder do CDS, Paulo Portas critica duramente a proposta de se colocar na Internet os rendimentos dos contribuintes acusando  o PS de querer “a opacidade quanto ao esbulho fiscal de quem paga e transparência para quem trabalha”

Falando no encerramento das jornadas parlamentares do CDS, em Guimarães, lançou ainda ao Estado o repto de colocar na Internet o que deve aos particulares e às empresas e no Orçamento do Estado a “totalidade dos compromissos já assumidos e o que isso significa para as próximas gerações”.

 

« Página anteriorPágina seguinte »