Ladroagem


Em especial quando se aplica a gente que, sem escrúpulos, de apropria do alheio para redistribuir por antigos e futuros patrões falidos e que, apesar de todos os anos lhes ser dito que isso não é legal, insiste em fazer o mesmo com outras roupagens.

Exp31Mai14

Expresso, 31 de Maio de 2014

 

os vinte paus?

 

Salários da função pública acima de 600 euros com cortes de 2,5% a 12%

irmãos metralha

também é para sindicóides? E para ministros contratados? Os quais eu pago.

A que horas é que “dá” aquele filosofeiro no serviço público?

Saí há pouco da A25, ainda antes da meia-noite, tão depressa não voltarei a percorrê-a. E tudo porque o Cravinho não a pagou, um dos caloteiros d’armani e socas.

Resta o consolo de retornar a apreciar o país real. Sem hospitais, centros de saúde e morgues por perto… nem as simpáticas funcionárias da área de serviço de Viseu…

Página seguinte »