Iniciativa


LivMulheresClicar na imagem para aceder. Sugestão da A. C.

 

Escolas Contra A Pobreza E Exclusão Social

BAT

This association is for every teacher who refuses to be blamed for the failure of our society to erase poverty and inequality, and refuses to accept assessments, tests and evaluations imposed by those who have contempt for real teaching and learning…

CONVITE – CONVOCATÓRIA

 Colegas e amigos

 Está em marcha uma descaracterização da Escola Pública e uma brutal desqualificação da condição docente.

Os professores são portugueses que não abdicam de lutar pelo direito fundamental que garante a formação integral dos seus concidadãos, inscrito na Constituição da República.

A profissão docente foi conseguindo condições de trabalho e de retribuição condignas, de acordo com a responsabilidade da formação de jovens e adultos no país novo que Abril nos trouxe.

Hoje, essas condições de trabalho estão dramaticamente ameaçadas por uma política de restrições que destrói a Escola Pública e ofende a dignidade da condição docente.

Colegas e amigos

Juntemo-nos para fazer ouvir a nossa voz!

 

  • dia28 de Maio
  • localEscola Secundária de Odivelas
  • hora18.30 

Estarão connosco dirigentes de diferentes forças sindicais.

 Esperamos por todos!

 

Odivelas, 23 de Maio de 2013,

O núcleo de professores em luta da ESO

 

Consta que o Chávez também terá votado, ele e mais quinhentos e noventa e nove milhares e novecentos e noventa e nove unidades d’armanis de socas.

 

Caros Associados,

A ANVPC tem colocado na “praça pública”, nos últimos meses, o problema da precariedade laboral de longa duração dos Professores Contratados portugueses, problema que se arrasta há anos e anos sem que sejam apresentadas, pela tutela, soluções reais, e verdadeiramente adequadas à dimensão do problema. Uma série de ações de natureza diversa, mas complementar, têm sido postas em marcha pela ANVPC, todas elas disponíveis em www.anvpc.org/noticias.

Mas agora chegou o momento de todos os associados da ANVPC e dos Professores Contratados em geral se juntarem, e darem início a uma ação sem precedentes, tanto em dimensão como em alcance!

A ANVPC vai apoiar os seus associados na apresentação de denúncias individuais em sede da Comissão Europeia, no sentido desta ser alertada para a alegada violação, por parte do governo português, da Diretiva 1999/70/CE do Conselho de 28 de Junho de 1999, relativamente ao desempenho de funções docentes por parte dos Professores Contratados.

Os associados deverão consultar o seu e-mail e verificar se já são detentores do “Manual de Instruções – CE” para realização, e envio, da sua queixa individual. Todo o apoio será disponibilizado através do e-mail ce@anvpc.org .

Os Professores contratados que ainda não são associados da ANVPC deverão solicitar informação através do e-mail ce@anvpc.org .

Os Professores Contratados portugueses exigirão a reposição da justiça laboral, em todas as instâncias que estejam ao seu dispor – nacionais e internacionais. Docentes que se apresentam como necessidades permanentes do sistema de ensino há anos e anos, têm o direito legal de serem inseridos nos quadros do Ministério de Educação e Ciência.

A Direção da ANVPC

 

Como já foi anunciado, está em preparação um debate aberto a professores e bloggers com o tema  A Blogosfera e a Discussão das Políticas Educativas em Portugal.

A ideia passa por debater, a partir de dentro das escolas, uma série de temas com alguma actualidade para a Educação neste arranque do ano lectivo (A Vinculação Extraordinária de Contratados, O Modelo de Gestão Escolar, A Hiper-Burocracia, A Gestão de Expectativas na Classe Docente, Autonomia e Centralismo, Gestão do Currículo), que se procurarão tratar de forma articulada.

O encontro vai realizar-se no dia 6 de Outubro, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, com duas sessões pela manhã e duas à tarde.

As sessões serão dinamizadas por um ou dois dos organizadores e estão abertas à participação mais activa (com comunicação) ou passiva (assistência e debate posterior). Terão um moderador e 2 a 3 oradores convidados ou que se venham a inscrever com esse objectivo.

O plano quase final das sessões será apresentado no final desta semana.

A inscrição deve ser feita directamente aqui com os seguintes elementos:

  • Nome, Escola de colocação, Nível de ensino, Situação profissional, Mail/Tmóvel, Blogue/url.

A inscrição deve ser feita até dia 30 de Setembro por razões logísticas de reserva do espaço mais adequado, para evitar constrangimentos à última hora.

Para além dos organizadores está já confirmada a participação nas sessões de César Israel Paulo (ANVPC), Mário Carneiro (blogue O Estado da Educação e do Resto), José Alberto Rodrigues (APEVT).  Jorge Costa (peticionário ao parlamento europeu), Luís Braga (blogue Visto da Província e Agrupamento de Escolas de Darque), Miguel Reis (MEP, Grupo de Protesto dos Professores Contratados e Desempregados) e Ricardo Silva (APEDE).

O felizmente apelidado “grupo dos leitões”, dando cumprimento ao ponto 3 das Cinco Medidas tomadas em tão faustoso evento consolidou a realização de um encontro aberto a professores e bloggers com o título A Blogosfera e a Discussão das Políticas Educativas em Portugal.

A ideia passa por debater, a partir de dentro das escolas, uma série de temas com alguma actualidade para a Educação neste arranque do ano lectivo (A Vinculação Extraordinária de Contratados, O Modelo Único de Gestão, A Hiper-Burocracia, A Gestão de Expectativas na Classe Docente, Autonomia e Centralismo, Gestão do Currículo).

O encontro vai realizar-se no dia 6 de Outubro, no Centro Cultural das Caldas da Rainha, com duas sessões pela manhã e duas à tarde.

As sessões serão dinamizadas por um ou dois dos organizadores e estão abertas à participação mais activa (com comunicação) ou passiva (assistência e debate posterior). Terão um moderador e 2 a 3 oradores

A inscrição deve ser feita directamente aqui com os seguintes elementos:

  • Nome, Escola de colocação, Nível de ensino, Situação profissional, Mail/Tmóvel, Blogue/url.

A inscrição deve ser feita até dia 30 de Setembro por razões logísticas de reserva do espaço mais adequado.

Para além dos organizadores está já confirmada a participação de César Israel Paulo (ANVPC), Mário Carneiro (blogue O Estado da Educação), José Alberto Rodrigues (APEVT).  Luís Braga (blogue Visto da Província e Agrupamento de Escolas de Darque) e Miguel Reis (MEP, Grupo de Protesto dos Professores Contratados e Desempregados).

… em especial se for realizado de acordo com a declaração pública dos promotores, à qual aderi, mesmo se não tenho a certeza de poder comparecer.

No FB já expliquei que preferia uma abordagem irónica qb, com muitos Vivas ao senhor Ministro. Admito que uma salva de palmas talvez seja já um pouco ambíguo..

Em alternativa ou complemento, algo como Connosco não há Entendimentos!

Mas nada, nada de atitudes impensadas que possam servir como ricochete…

Clicar para aceder…

Recolhi no FB, sem identificação da origem. Mas seria tão interessante que se multiplicasse. Ou ofende a sensibilidade de alguém, do tipo senhor(a) director(a) ou dirigente sindical sem horário há 20 anos?

Criei no portal do Governo um movimento que reivindica a fixação em vinte o número máximo de alunos numa turma. O mesmo foi aprovado. A partir de agora é tentar conseguir o máximo de seguidores possível, para que o assunto seja tratado junto do Primeiro-Ministro. Só o que tiver maior número de seguidores terá esse privilégio. Há que dar visibilidade, pelo que peço a todos que divulguem e que votem em http://www.portugal.gov.pt/pt/o-meu-movimento/ver-movimentos.aspx?m=1384. No máximo, o sítio pede um registo gratuito e que apenas solicita nome e endereço de correio electrónico.
Peço que espalhem o máximo possível pelas redes sociais e pelos vossos contactos de correio electrónico. Sublinho que não faço isto por mim, mas sim por todos. Não procuro protagonismo, apenas quero combater com as armas que temos à mão.
O texto do movimento ficou curto, havia limite no número de caracteres e não deu para mais.

Carlos Miguel Santos

Conteúdo adaptado do mail que recebi…

Lema: “QUE NENHUM PROFESSOR FIQUE EM CASA!”

Em Lisboa seria junto ao Parlamento. Nas outras capitais, nas respectivas Praças da República, como símbolo da importância da Educação para a República.

Uma violas, umas telas para umas pinturas, uns poemas e teremos uma noite…

Começamos às 19h para abrir os telejornais das 20h.

Depois estaríamos TODOS até às 2h para garantir cobertura informativa. Uns poderiam ir dormir ou ficar… Mas todos regressavam com o sol para terminar ao meio dia.

PARA QUEM PUDER IR A LISBOA (isso é o principal!!:

Na quarta DIA 18: Audição Parlamentar e Votação – cessação da lei REC – iniciativa do PCP

Na quinta DIA 19: Requerimento Potestativo – audição ao ministro – iniciativa do BE

INSCREVAM-SE JÁ!

Contactar/TEM QUE SE MARCAR:

Ana Barriga ou Cristina Tavares

Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura

Telefone: 213919472

Autoria da iniciativa/evento – Maria João Serpa

Abaixo-Assinado

 

Os professores do Agrupamento de Escolas de S. João do Estoril, abaixo-assinados, vêm, por este meio, manifestar o seu repúdio pelo conteúdo do Despacho normativo 13-A/2012 e pelas suas implicações negativas na organização e autonomia das escolas, pelas razões que passam a expor:

1. O aumento de alunos por turma provocará uma diminuição ao apoio individualizado prestado em sala de aula e poderá contribuir para o aumento de problemas disciplinares com consequências negativas  no processo de ensino-aprendizagem.

2. A redução do desdobramento de turmas em áreas científicas e o aumento de níveis, turmas e número de alunos, por professor, poderá contribuir fortemente para a deterioração dos níveis de qualidade do serviço educativo prestado, para a desmotivação dos alunos e para o insucesso e abandono escolares.

3. A redução da componente letiva atribuída à direção de turma hipotecará o desenvolvimento da qualidade das respostas educativas de que os professores são os principais executores.

4. A conversão do horário dos professores em minutos obriga a que a carga horária não possa ser inferior ao número de minutos indicados na legislação, mas possa ser superior sem qualquer remuneração extraordinária.

5. Os princípios até hoje inquestionáveis, como a sequência pedagógica do professor que assegura a lecionação da turma desde que os alunos entram num ciclo, são agora postos em causa.

6. Os acertos nos horários irão ter as seguintes implicações:

  • os professores terão não as turmas sequência, que deveriam ter naturalmente, mas aquelas cuja carga horária melhor se adeqúe ao acerto com a respetiva componente letiva;
  • a atribuição de mais turmas, o que fará com que alguns professores do quadro  de nomeação definitiva  fiquem com horário zero;
  • o desemprego para os professores contratados (alguns há décadas).

7. A autonomia das escolas é fortemente condicionada pela obrigatoriedade do cumprimento das regras impostas por este Despacho, tendo em vista:

  • a distribuição de serviço docente;
  • a atribuição de crédito de tempos e limites, dentro dos quais são organizados os horários dos alunos e dos docentes;
  • a operacionalização da oferta complementar;
  • a aparente liberdade de escolha entre os tempos de 45 ou de 50 minutos.

Todas estas medidas visam, fundamentalmente, cortar nos encargos com a Educação, nomeadamente na eliminação de postos de trabalho, o que é incompatível com uma Escola Pública de Qualidade de que os alunos, as suas famílias e o país tanto necessitam.

Estoril, 4 de julho de 2012.

Os Professores

Penso que haverá noticiário sobre esta iniciativa a breve prazo e dizem-me que na Porto Canal, depois das 21.00 também existirão declarações por parte de um dos signatários. Ficam a primeira e última página da participação… O pdf fica um bocadito pesado…

Pessoalmente discordo do incertos, porque sabemos quem foram.

Press Release

 

Participação crime contra titulares de cargos políticos

Será entregue amanhã, 4º feira, dia 11/07/2012, pelas 9 horas, no DIAP Porto, uma participação crime, visando responsabilizar penalmente os titulares de cargos políticos que, ao longo dos últimos 15 anos, tiverem comprovadas responsabilidades na condução dos destinos de Portugal ao estado de bancarrota e de dramática perda de soberania em que actualmente se encontra o País.

Esta acção será levada a cabo pelo Movimento Revolução Branca, um movimento cívico criado por cidadãos representantes de diferentes sectores da sociedade civil e que tem como principal missão consciencializar e mudar as condições políticas e sociais em Portugal, elevar a moralidade da sociedade portuguesa e do Estado que a representa.

O DIAP Porto fica situado na Rua da Constituição, nº 396, Porto.

Agradecendo desde já a V. melhor atenção,

O presidente do MRB

(Paulo Melo Romeira)

Documento: PRESSrelease10.07.2012.

Exmo. Senhor Director,

Respeitosos cumprimentos:

Permitimo-nos levar ao conhecimento do Vosso prestigiado órgão de comunicação social, o primeiro Press release do Movimento Revolução Branca (MRB).

O MRB é um movimento cívico rigorosamente apartidário e distante de qualquer força política existente no nosso espectro político, dentro e fora da Assembleia da República, tendo nascido do sentimento de inconformismo e revolta de diversos cidadãos, de distintas formações e vivências, representantes de diferentes gerações e sectores da sociedade civil.

Destacamos que o MRB está dotadode personalidade jurídica através de Associação cívica constituída por escritura pública no cartório notarial de Matosinhos.

Por fim, levamos a vosso conhecimento que o MRB intentará, dentro de dias, uma acção judicial de âmbito criminal, visando a responsabilização dos intervenientes políticos nacionais, comprovadamente responsáveis, por terem conduzido Portugal, como Nação secular, ao estado lastimoso em que hoje se encontra.

Na expectativa que o jornal que superiormente dirige dê adequada divulgação a esta iniciativa, que reputamos de “notícia” porque seguramente irá colher uma espontânea adesão de milhares de portugueses e na disposição para qualquer esclarecimento adicional que tenha por bem, subscrevem-se,

Paulo Melo Romeira

Pedro Pereira Pinto

Nuno Carrola Ferreira

José Mário Cachada

Jorge Fernandes Ferreira

Anexo: PRESSreleaseCRIAÇÃOassociação-1

… para a naite, não me encontrem.

Página seguinte »