Desenrascanços


Reuniões de avaliação à hora do jogo.

Cruza-se os dedos que o MEC não tenha bloqueado aqueles sites manhosos e projecta-se no hiperactivo?

POPH1POPH2

Só resta importarmos polacos para as nossas escolas.

Nuno Crato perdeu o Norte, o Sul, o Oeste e agora sobra-lhe o Leste.

Portugal atento às reformas e resultados polacos na Educação

Eu acho que devemos estar atentos é aos disparates que por cá se fazem e se pretendem fazer.

E quando Pires de Lima e Portas aparecem a falar de Educação é sempre de esperar o pior… pois o que os move é a paixão pelos interesses (leia-se distribuição dos dinheiros do QREN para a formação profissional que antes estavam a cargo do ex-ministro Álvaro…, mesmo se não leram Hirschman.

O vice-primeiro-ministro português defendeu esta segunda-feira, em Londres, que todas as partes interessadas no sector da Educação, públicas e privadas, devem unir esforços para ampliar o alcance das tecnologias, partilhar benefícios e aumentar a qualidade do ensino.

Já tenho o vídeo recolhido pelo Calimero nos noticiários. De qualquer forma, em terreno favorável, parece que a malta da Fenprof não se apresentou em plena força e com a melhor postura técnico-táctica para incomodar o MEC na sua ida à Secundária da Moita.

É de amador desconhecer as entradas alternativas na escola, em especial quem é da terra e lá lecciona. Claro que o Mário não tem culpa, pois estava apenas de passagem.

Ou será que o que interessava era apenas estar junto das câmaras?

Por acaso esta é a transfigurada secundária onde andei 5 anos e por transfigurada não me refiro apenas às infra-estruturas. Aquilo parece que agora é terreno fértil para muito nervoso miudinho. Ainda bem que o meu território é na outra ponta do concelho.

Ouro para as Finanças, incenso para o Portas e mirra para ele próprio e o presidente.

Passos vai a Belém levar solução de Governo

 

Quer-me parecer que a CS (comunicação social) silenciou a “gripe” do soares velho.

Já dura desde quando?

Ou será ele melhor do que o Eusébio?

 

Rectificação: marcianos adiam aterrar em Marte.

Escola Infanta Dona Maria, Lisboa, uma escola aberta e uma funcionária para 118 alunos.

Nunca foi uma iniciativa que me entusiasmasse por aí além, embora possa compreender o seu simbolismo, não necessariamente pelo prémio pecuniário.

Mas esta forma de cada DRE informar as respectivas escolas e agrupamentos do que (não) deveriam fazer, quando tudo está mais ou menos agendado é apenas mais um sinal de duas coisas:

  • A nível central, a equipa do MEC continua a demonstrar um desconhecimento enorme do calendário de tarefas e iniciativas que envolvem o arranque do ano lectivo (excepção feita às inaugurações). E há era tempo de deixarem de planar sobre as coisas, pois já lá vão uns meses.
  • As DRE continuam a funcionar em regime de feudalismo, cada uma divulga ou determina mais ou menos o que entende, quando entende.

Quanto ao resto, e voltando a ressalvar nem ser um grande adepto da ideia do cheque, não será que este tipo de poupança é irrelevante em termos orçamentais, não compensando o ridículo da marcha-atrás?

Destaque de 1ª página e notícia do Público de hoje.

… afinal apenas precede o espírito certificador das Novas Oportunidades.

Lima de Carvalho “nunca foi aluno” mas tem certificado

O ex-director dos serviços administrativos da Universidade Independente (UNI) garantiu hoje, em tribunal, que Amadeu Lima de Carvalho nunca constou como aluno da licenciatura de direito, apesar de o arguido apresentar vários certificados da sua formação académica.

DJ school offers lessons in turntablism

Fazed by faders? Then why not sack off that BA in anthropology and throw your tuition fees at DJ lessons from the pros?

Desempregados vão trabalhar para as obras

Governo avançará com megaprograma de recuperação urbana que chamará milhares de pessoas desempregadas ao longo dos próximos anos. Haverá incentivos para as empresas.

… será que B pode avaliar A?

Ao que parece soube-se no Conselho de Escolas que lá por bandas do CNE – e não só – se anda em busca de legitimar a redução da carga horária com pares pedagógicos. Após o estudo Acompanhado e a Área de Projecto, segue-se EVT. Claro que isto pode ser mentira, mas certamente, se inquirido, o presidente do Conselho de Escolas, que é quem tem acesso privilegiado a estas informações, poderá confirmar ou infirmar.

“Portugal deve apostar em eventos que o lancem internacionalmente”

 

 

Centro escolar construído ilegalmente

O novo centro escolar das Fazendas de Almeirim, uma obra de 1,8 milhões de euros comparticipada com fundos comunitários, foi construído ao longo de nove meses em violação ao Plano Director Municipal.