Deontologia


Identificado gene que interfere na inteligência

Foram tantas e tão brilhantes as ideias que eu preferi…

Tenho total confiança na pessoa que me transmitiu hoje uma situação perfeitamente atordoante e que me fez expressar interiormente o que o capitão Haddock costumava exteriorizar com a devida veemência.

Um director de turma conseguiu, ao fim de muitas diligências e mais de um ano de tentativas, que uma aluna (com distúrbios que não vêm aqui ao caso…) tivesse consulta de pedo-psiquiatria no hospital local, depois de todos aqueles trâmites burocráticos e resistências familiares que é necessário ultrapassar.

No dia da consulta, a jovem em causa, acompanhada por familiar, apresentou-se na consulta com semblante cerrado e contrariada.

A profissional de saúde mental em causa, após inquiri-la logo no início se estava ali contrariada, decidiu que a consulta era inútil dessa forma, pelo que a deu por encerrada, para satisfação da jovem e espanto de quem a acompanhava e que depois comunicou os factos ao director de turma.

Penso que será a isto que se chama psiquiatria de sucesso, consultar apenas quem chega com sorriso.

Não faço ideia se a profissional em causa faz ideia das dificuldades e tempo que acarretou todo o processo que levou a jovem àquela consulta.

Eu se fosse o director de turma da miúda, mesmo não sendo encarregado de educação, acho que não deixava a sôtôra-psi sem a devida resposta.

Porque isto é gozar com o próximo. Seja com a não-paciente, seja com a sua família, seja com quem andou meses e meses em busca de conseguir que uma avaliação especializada fosse feita, atendendo à gravidade da situação.

 

Vou tentar estar presente, assim não tenha reuniões marcadas para essa tarde. Não necessariamente por causa da questão da Ordem mas mais pela da importância da autoregulação.

Excertos do livro

“A profissão docente pode ser considerada como a mais fundamental e a mais ética das profissões. A mais fundamental, na medida em que todas as profissões de média e superior profissionalidade são aprendidas com professores. E a mais ética, porque nela estão em jogo também a vida psicológica e a formação da consciência moral das crianças, adolescentes e jovens. É verdadeiramente uma profissão do ser humano, com efeitos de vida ou de morte.”

“Uma profissão com tal densidade humana não pode ser o braço desarmado do aparelho de Estado ao serviço de qualquer Governo. Tem uma incomparável responsabilidade profissional de que só ela pode cuidar bem, com legitimidade própria e a autonomia correspondente, através da adopção de elevadas normas profissionais, nomeadamente uma Deontologia que confere aos seus membros o direito e a obrigação de questionar tudo o que ponha em causa os seus valores fundamentais”.

“Um organismo de auto-regulação é uma instância de conjugação da legitimidade pública com a legitimidade profissional para a fusão do valor público da educação com os valores fundamentais da profissão em normas profissionais que sejam princípios reguladores da formação inicial e contínua, da avaliação regular da prática e da eventual sanção da conduta imprópria dos professores”.

“Sendo a dimensão deontológica pedra angular de uma profissionalidade superior, adoptar e supervisionar o respeito de uma Deontologia é um imperativo profissional”.

Cordialmente

João Grancho

Um estudo sobre um projecto de Estatuto do Professor Liceal nos anos 50.
Clicar na imagem para aceder ao artigo.

Em Inglês Técnico: Five Core Propositions do National Board for Professional Teaching Standards:

1

Proposition 1: Teachers are Committed to Students and Their Learning

  • NBCTs are dedicated to making knowledge accessible to all students. They believe all students can learn.
  • They treat students equitably. They recognize the individual differences that distinguish their students from one another and they take account for these differences in their practice.
  • NBCTs understand how students develop and learn.
  • They respect the cultural and family differences students bring to their classroom.
  • They are concerned with their students’ self-concept, their motivation and the effects of learning on peer relationships.
  • NBCTs are also concerned with the development of character and civic responsibility.
2

Proposition 2: Teachers Know the Subjects They Teach and How to Teach Those Subjects to Students.

  • NBCTs have mastery over the subject(s) they teach. They have a deep understanding of the history, structure and real-world applications of the subject.
  • They have skill and experience in teaching it, and they are very familiar with the skills gaps and preconceptions students may bring to the subject.
  • They are able to use diverse instructional strategies to teach for understanding.
3

Proposition 3: Teachers are Responsible for Managing and Monitoring Student Learning.

  • NBCTs deliver effective instruction. They move fluently through a range of instructional techniques, keeping students motivated, engaged and focused.
  • They know how to engage students to ensure a disciplined learning environment, and how to organize instruction to meet instructional goals.
  • NBCTs know how to assess the progress of individual students as well as the class as a whole.
  • They use multiple methods for measuring student growth and understanding, and they can clearly explain student performance to parents.
4

Proposition 4: Teachers Think Systematically about Their Practice and Learn from Experience.

  • NBCTs model what it means to be an educated person – they read, they question, they create and they are willing to try new things.
  • They are familiar with learning theories and instructional strategies and stay abreast of current issues in American education.
  • They critically examine their practice on a regular basis to deepen knowledge, expand their repertoire of skills, and incorporate new findings into their practice.
5

Proposition 5: Teachers are Members of Learning Communities.

  • NBCTs collaborate with others to improve student learning.
  • They are leaders and actively know how to seek and build partnerships with community groups and businesses.
  • They work with other professionals on instructional policy, curriculum development and staff development.
  • They can evaluate school progress and the allocation of resources in order to meet state and local education objectives.
  • They know how to work collaboratively with parents to engage them productively in the work of the school.

Tudo mais explicadinho aqui.

Na área académica e educacional, disponíveis no Center for the Study of Ethics in the Professions.