Cromos Da República


JCN

César das Neves: Aumentar salário mínimo «é estragar vida aos pobres»

Um professor que aceite uma rescisão “amigável” fica com um período de nojo de anos e anos sem poder prestar qualquer serviço para o Estado, mas estes tipos saem dos poleiros onde arrastavam os fundos de calças de cadeira em cadeira e vão para uma poltrona de luxo?

Não percebem o quão ofensivo isto é para o resto da população?

E como é impossível não acreditar que é uma contrapartida por tanta rubrica e assinatura? Daqui a pouco é vê-lo em certas e determinadas administrações, em cargos “não-executivos”, graças ao saber e experi~encia que acumulou ao fazer parte da enorme coreografia que é muito do sindicalismo nacional.

Bem pode o nogueira da UGT aparecer agora a fazer-se muito esquerdista…

Exp19Our13

Expresso, 19 de Outubro de 2013

ARTUR DA ONU

Imagem apanhada pelo Carneiro.

OPortas

Há uma linha cruelmente fina que divide a caricatura que se fe(a)z dos outros e aquilo que se aspira a ser.

Alguns são mesmo para quem tem boa memória.

Cromos16Cromos17Cromos18Cromos19

Cromos12Cromos13Cromos14Cromos15

A Isabel G. mandou-me a digitalização de uma raridade, uma caderneta com os protagonistas políticos de 1974-75… Uma verdadeira delícia de que deixo uma amostra:

CromoskCromos1Cromos2Cromos3

« Página anteriorPágina seguinte »