Bulldozer Humano


O outro.

(sem desprimor para a dita cuja)

Marinho e Pinto recusa dizer se recebeu subsídio de reintegração de 54 mil euros da Ordem

É entusiasmante ver como este gajo chama vigaristas aos outros.

Sobre os subsídios e não só. Será  que os ares austríacos refinam a competência?

… no Expresso de hoje.

Poderia comentar mas… basta anotar o culto do miserabilismo e, de certa forma, o olhar selectivo sobre a realidade social do Estado Novo que, por exemplo, não permitia estrelas jornalísticas pagas por crónica semanal ao peso de um ordenado de professor devidamente qualificado perto do topo da carreira.

Algo que não considero errado, apenas acho que, como dizia o povo nos tempos da D. Constança, cagar d’alto é triste nestes casos, quando se fala da vida dos outros.

A escola não tinha um vigilante, um porteiro, uma secretária administrativa. Ninguém mais do que a D. Constança, a professora que, sozinha, desempenhava todas essas tarefas e ainda ensinava os rios do Ultramar aos da 4ª classe, a história pátria aos da 3ª, as fracções aos da 2ª, e as primeiras letras aos da 1ª. Ela, sozinha, constituía todo o pessoal daquilo a que agora se chama o 1º ciclo. Se porventura, adoecesse, ou se na aldeia houvesse, que não havia, um médico disposto a passar--lhe uma baixa psicológica ou outra qualquer quando não lhe apetecesse ir trabalhar, as 80 crianças da aldeia em idade escolar ficariam sem escola. Mas ela não falhou um único dia em todo o ano lectivo e eu saí de lá a saber escrever e para sempre apaixonado pela leitura. Devo-lhe isso eternamente.

Portanto, os professores de agora, quando não lhes apetece trabalhar vão ao médico, pedem uma baixa psicológica e vão laurear a pevide (outra expressão dos tempos de dona Constança).

 

The Privatization of Water: Nestlé Denies that Water is a Fundamental Human Right

Não havia nexexidade e é pouco rigoroso até porque o visado não tem qualquer graça.

não precisava confirmar.

CAABesta

Até porque o penalty, expulsão e primeiro golo do Porto, ontem, fizeram lembrar os tempos áureos da fruta.

Já sei, foi uma b’incadei’a dum puto ‘eguila armado ao pingarelho.

Mas… antes magrebino que estúpido.

Mais uma armado ao pingarelho… só porque há idiotas mais idiotas do que ele que pagam para ouvir discursos inspiracionais mal copiados dos originais americanos isso não significa que tenhamos todos de o aturar!

O raio do relvas foi-se mas deixou outro miguel… tão bom a fazê-lo quanto ele.

I22Abr13

Depois desta tareia à frente de toda a gente?

E nem sequer guardei as três mensagens, educadas, públicas e sem qualquer ataque pessoal para além de lhe chamar crente e fiel a PPC , que deixei no mural dele antes de lhe dar este fricote. O homem está demasiado cheio de si mesmo… 😆

E numa atitude extremamente democrática, nem resposta posso dar-lhe que não esta. E logo eu que ia aconselhar-lhe uma revisão à acentuação… numa perspectiva de mestre-escola sem carácter…

Administração da RTP demite-se, Governo aceita

Jorge Coelho diz não estar arrependido de nenhuma parceria lançada pelo Governo de que fez parte.

O CEO da Mota-Engil, Jorge Coelho, considera que “o modelo das parcerias público-privadas (PPP) é um excelente modelo, tem é de ser bem feito”.

O responsável, que está a participar no Hora H, explicou que “bem feito” significa haver “um encontro geracional”, “um ponto de equilíbrio”,

Jorge Coelho lembrou os anos em que esteve no Governo de António Guterres, em que o então ministro João Cravinho aprovou um pacote de PPP.

E reparem como, nem muito subtilmente, Coelho enterra o Cravinho, por muito apresentado como paladino anti-qualquer coisa.

Esperamos que o Governo espanhol tome as medidas adequadas e crie confiança nos mercados, porque as economias portuguesa e espanhola são economias de integração significativa.

O que uma pessoa aprende num biénio, enquanto Presidente da Região de Turismo dos Templários. Porque não acredito que na Licenciatura em Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Lusófona se ensinem conceitos assim tão avançados.

Relvas nega dúvidas e assegura regresso aos mercados em 2013

Grandes descomposturas deve levar o Pedrinho do Miguelito…

Este homem é um verdadeiro popoto.

… sendo que as mais acutilantes e divertidas me poderiam valer chatices…

Marinho Pinto ataca coordenador para saúde mental

O bastonário da Ordem dos Advogados acusou hoje o coordenador nacional para a saúde mental de estar “mais ao serviço do poder” do que dos valores da sua profissão e de ignorar a importância das provas em processo penal.

Mas dá-me umas ideias caso o processo Chitas avance para julgamento…

Jardim dá “prioridade absoluta” a empresas regionais nas adjudicações

Alberto João Jardim deu instruções aos departamentos do governo regional da Madeira para dar “prioridade às empresas que actuam” no arquipélago. Fê-lo dizendo não temer a eventual inconstitucionalidade da decisão.

Nos tempos que correm nada é inconstitucional, portanto é um fartar- vilanagem.

Fazia-lhes uma coisa simples: precisam de materiais? Produzam-nos!

Estou seguramente no top 10 em matéria de IRS no País

(c) Luís Guerreiro

… só serve para operacional de quem não se assume.

Miguel Relvas elogia “juventude bem preparada” que emigra

Miguel Relvas: Transferência de competências para as autarquias tem de incluir envelope financeiro

Se o outro era uma picareta falante, este é ummmnartelo pneumático.

Chiça que não se cala.

Acho que… sei lá… mais tarde ou mais cedo… o tempo… o azeite… ou os azeites… surgem à superfície…

Página seguinte »