Big Brother


A ATA (e nem sempre desata) tornou-se uma das presenças mais regulares no meu mail e eu nem sequer correspondo…

Deveria convidá-la para jantar, com factura pedida, ou será que o senhor director-geral levaria a mal?

Exmo.(a) Senhor(a)

PAULO JORGE ALVES GUINOTE
NIF: *********

As faturas que exigiu com o seu número de contribuinte (NIF) em 2013, conferiram-lhe o direito a um benefício fiscal que a AT já considerou na sua liquidação do IRS.
Este benefício resultou das faturas com número de contribuinte (NIF) nos setores de atividade de:

– Manutenção e reparação de veículos automóveis;
– Manutenção e reparação de motociclos, de suas peças e acessórios;
– Alojamento, restauração e similares;
– Atividades de salões de cabeleireiro e institutos de beleza.

As faturas que exigiu com o seu NIF foram decisivas para a AT monitorizar rigorosamente a entrega ao Estado do IVA que pagou.

O papel dos cidadãos na exigência de fatura é essencial para a diminuição da economia paralela e da evasão fiscal.

Além dos benefícios antes referidos, em 2014 a exigência de fatura com NIF em qualquer setor de atividade habilita automaticamente os consumidores ao Sorteio Fatura da Sorte.

Com os melhores cumprimentos,

O Diretor-Geral da AT

José António de Azevedo Pereira

N.S.A. Collecting Millions of Faces From Web Images

The National Security Agency is harvesting huge numbers of images of people from communications that it intercepts through its global surveillance operations for use in sophisticated facial recognition programs, according to top-secret documents.

The spy agency’s reliance on facial recognition technology has grown significantly over the last four years as the agency has turned to new software to exploit the flood of images included in emails, text messages, social media, videoconferences and other communications, the N.S.A. documents reveal. Agency officials believe that technological advances could revolutionize the way that the N.S.A. finds intelligence targets around the world, the documents show. The agency’s ambitions for this highly sensitive ability and the scale of its effort have not previously been disclosed.

Links recolhidos pelo Livresco:

NSA files decoded: Edward Snowden’s surveillance revelations explained

GCHQ and European spy agencies worked together on mass surveillance

Edward Snowden papers unmask close technical cooperation and loose alliance between British, German, French, Spanish and Swedish spy agencies.

Portrait of the NSA: no detail too small in quest for total surveillance

The NSA gathers intelligence to keep America safe. But leaked documents reveal the NSA’s dark side – and show an agency intent on exploiting the digital revolution to the full

The Surveillance Society

Secrets are so 20th century now that we have the ability to collect and store billions of pieces of data forever.

Era o que o actual ministro Nuno Crato chamava às equipas de apoio às escolas e inspectores que o ministério enviava às escolas para controlar tudo o que se passava.

Ora… parece-me que é isso que agora está de novo a acontecer, com a agravante de se aconselhar colegas a constituir advogado por terem contestado “ordens” que contrariavam claramente os normativos legais em vigor.

O tal super-espião não tinha uma mini-base de dados colossalzinha?

Le Monde revela “base de dados colossal” em França para saber “quem fala com quem

Jornal francês compara o programa dos serviços secretos do país ao Prism, denunciado pelo antigo analista informático Edward Snowden.

Segue a aplicação de recolha de dados sobre a adesão à greve às reuniões de avaliação…

Deve ser preenchida diariamente e com a indicação do que se passa em cada reunião de CT…

Na minha escola as de hoje foram todas com a indicação da não realização de reuniões.

Greve DGest

Isto significa que os números de adesão á greve podem ser dados, hoje, ao fim do dia, pelo MEC, em nome da transparência…

NSA whistleblower Edward Snowden: ‘I don’t want to live in a society that does these sort of things’ – video

.

Edward Snowden, NSA files source: ‘If they want to get you, in time they will’

Source for the Guardian’s NSA files on why he carried out the biggest intelligence leak in a generation – and what comes next.

.

Edward Snowden: the whistleblower behind the NSA surveillance revelations

The 29-year-old source behind the biggest intelligence leak in the NSA’s history explains his motives, his uncertain future and why he never intended on hiding in the shadows

Q&A with NSA whistleblower Edward Snowden: ‘I do not expect to see home again’

Atenção à mudança de discurso… todos? Que todos? E quem não recebeu o mêile do administrador?

De:dgae.mec@dgae.mec.pt” <dgae.mec@dgae.mec.pt>
Para:
Enviadas: Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012 18:45
Assunto: Indicações para a validação do Registo Biográfico (e-BIO)

Exmo.(a) Senhor(a) Diretor(a) / Presidente da CAP

Como é do seu conhecimento, todos os docentes têm de preencher o seu Registo Biográfico (e-BIO) e de submetê-lo.

Por outro lado, no email , por nós enviado, datado de 28/11/2012, foi-lhe pedido para adicionar o coordenador técnico e o(s) assistente(s) técnico(s) no Menu GESTÃO DE IDENTIDADES.
Neste momento, pedimos para que procedam à validação dos Registos Biográficos.
Assim, devem aceder à aplicação SIGRHE em https://sigrhe.dgae.mec.pt, no separador Geral , clicando em Registo Biográfico.
De seguida, clique em Validação.
Dos docentes que surgem, selecione aquele que quer validar, clicando sobre o lápis colorida que surge antes do número de utilizador.

Proceda à validação.
No final, clique na tecla VALIDAR e-BIO.
Caso se tenha enganado na validação, pode corrigi-la.
Reiniciando o processo de validação.

e

Nota:

Alerta-se que, no vosso Agrupamento de Escolas/Escola Não Agrupada, podem surgir docentes que não estão na carreira, mas que indicaram a vossa unidade orgânica como Entidade de Validação do seu Registo Biográfico (e-BIO).
A escola deve proceder à validação de acordo com a documentação apresentada pelos docentes.

Com os melhores cumprimentos,

Eng.º João Góis

Subdiretor Geral da Direção-Geral da Administração Escolar

De: Administrator <dgae.mec@dgae.mec.pt>
Data: 29 de Novembro de 2012 22:10
Assunto: Registo Biográfico
Para: guinote@gmail.com

Exmo.(a) Senhor(a) Professor(a)

No sentido de uma melhor facilitação e prestação de serviços, a DGAE desenvolveu um sistema de registo de dados biográficos.
Assim o docente para poder usufruir desta mais valia deverá, executar as seguintes tarefas:

Na aplicação SIGRHE em https://sigrhe.dgae.mec.pt, no separador Geral, está disponível o Registo Biográfico (e-Bio).
Nesta aplicação, o docente deve atualizar os seus dados pessoais e preencher todos os campos referentes às habilitações/qualificações profissionais.
Pretende-se com este procedimento, agilizar processos para futuras utilizações e facultar ao docente o acesso aos seus dados pessoais/profissionais .
Após o preenchimento, deve submeter.
Posteriormente, deve aceder à aplicação, dado que a entidade de validação indicada vai validar/corrigir, validar ou deixar pendente a validação.
Se o estado da validação for pendente, apresente os documentos que comprovem os dados por si inseridos.
Para quaisquer dúvidas, consulte o manual disponibilizado na própria aplicação.

Agradecemos a disponibilidade para proceder ao preenchimento dos dados solicitados, com a maior brevidade possível, de modo a permitir a sua validação em tempo útil e a sua utilização em todos os processos que se vão desenvolver já a partir do ínicio de 2013.
Refiro por fim, a enorme importância que este registo tem no futuro de todos os docentes.

Com os melhores cumprimentos,

Eng.º João Góis
Subdiretor Geral da Direção-Geral da Administração Escolar

When Curious Parents See Math Grades in Real Time

Inquéritos para serem preenchidos na Área Privada da DRELVT…

O timing de tudo isto é especialmente interessante nos novos megas cujas CAP serão designadas uns dias antes…

E entretanto… há alguns que só serão sabidos quando tudo isto já deverá estar a ser feito…

Daniel Oliveira escreve uma prosa coerente com a sua posição ideológica sobre a Educação. É uma espécie de anti-Crato, cheio de ideias fofinhas acerca da Educação, com que discordo em grande parte. Mas não tenho grande interesse em polemizar com quem julga tudo saber e comete erros básicos sobre o currículo; afinal, existe Educação Musical no 3º CEB ao contrário do que ele afirma, em regime de opção e existem disciplinas “artísticas” sempre que há docentes para as assegurar, incluindo Expressão Dramática – sei que existe por contacto directo, pois tem feito parte da oferta da minha própria escola, pelo que será difícil desmentir.

Mas Daniel Oliveira escreve, repito-o, de forma coerente com uma concepção social-democrata da esquerda em que o materialismo, afinal, não encara a Educação como mero aparato para a produção de futuros trabalhadores.

O meu problema, antigo, corporativo nas suas palavras sempre justas e imparciais, com Daniel Oliveira (pelo menos desde o episódio do telemóvel na Escola Carolina Michaelis em que ele rapidamente condenou a incompetência da professora envolvida, sem provas adicionais para além das que recusa que sejam, usadas contra políticos) é que ele não consegue deixar de revelar o seu preconceito sistémioco contra os professores no seu geral.

Mesmo num texto sobre o ministro Nuno Crato consegue inserir uma passagem bem reveladora da condescendência generalizadora com que encara o desempenho dos professores. Como se ele fosse uma divindade que pairasse por sobre todas as aulas do país:

a capacidade de argumentação– incluindo a retórica e a qualidade da expressão oral, que, ao contrário do que acontece na cultura anglo-saxónica, é desprezada na nossa escola em detrimento da escrita como tão bem se nota na qualidade média das aulas ministradas. Sem elas, seremos meros executores e burocratas incapazes de continuar a aprender.

Como é que Daniel Oliveira sabe qual é a qualidade média das aulas ministradas? E refere-se a todas as disciplinas? É uma média de que tipo? Assim a olhómetro, a partir do centro de Lisboa, em conversa com os colegas das tertúlias blogosférias e comunicacionais? Com base no seu contacto com professores bloquistas ou refere-se à massa de professores que ele considera herdeiros do ensino do Estado Novo, mesmo se são mais jovens do que ele?

Andámos nós a discutir anos um modelo de ADD e afinal bastava aplicar um sistema de danieisoliveiras nas escolas (quiçá apenas ele mesmo como big brother a analisar vídeos no YTube recolhidos nas aulas com indicações, sei lá, de uma câncio) para a qualidade das aulas poder ser aferida com rigor médio e uma celeridade pasmosa.

A única vantagem é que, assim, a porta fica aberta para qualquer um avaliar a qualidade média dos opinadores politicos do Expresso/SICN e considerar que ela se baseia apenas no poder de argumentação, na criatividade, mas escassamente nos conhecimentos. Mas fazendo isto de forma vaga, generalizadora e em forma de chuveirinho, para não se ser acusado de ataque ad hominem, que é feio e vai contra as regras de etiqueta da boa opinião.

O que, em boa verdade, até é a realidade observada semanalmente… muito estilo, pouca substância.

… é só para os bebés terem logo uma prendinha com a efígie do AJJ e uma bolsinha com perdigotagem do JR, daquela que é apanhada no parlamento maderense.

É que assim acabam a embaraçar as pessoas e nem passam para as questões seguintes como, por exemplo, quando pensam dar aquele queque que trazem no pensamento.

School surveillance: how big brother spies on pupils

Cameras in the toilets; CCTV in the classroom; pupils’ fingerprints kept in a database . . . Can’t happen here? Think again, because the surveillance state is quietly invading our schools.

Poll Fafe.

Tous les utilisateurs d’iPhone sont pistés

Profundamente perturbador, em especial se estas criaturas tiverem acesso às bases de dados com informações pessoais de todos os cidadãos.

Espiões a caminho da administração pública

O Serviço de Informações da República (SIS) e o Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (SIED) assinaram protocolos para infiltrar agentes não identificados em alguns serviços públicos, avança a edição de hoje do Correio da Manhã.

Os serviços secretos portugueses estão a assinar protocolos com serviços públicos com vista a infiltrar nesses serviços agentes não identificados ou com a identidade codificada.

O objectivo da celebração destes protocolos será promover, através desses agentes, o combate ao crime financeiro e à criminalidade organizada dentro de organismos do Estado.

Segundo o jornal Correio da Manhã, que avança a notícia na sua edição de hoje, os protocolos deverão colocar, para já, agentes do SIS e do SIED no Ministério da Administração Interna, dos Negócios Estrangeiros e das Finanças.

Quer dizer: colocam imensos problemas ao levantamento do sigilo bancários, mas isto já pode ser.

Quase no fim desta notícia:

Paralelamente, foi ontem publicada a autorização para a aquisição de bens e serviços no valor de 33 milhões de euros para criar um sistema integrado de comunicações entre serviços do Ministério da Educação e entre estes e as escolas.

Página seguinte »