Não é tão giro o nosso PR a defender tanto os preceitos constitucionais apenas quando é para se desresponsabilizar do seu papel político, mas já não o fazer quando se trata dos direitos dos outros?

E o que dizer da declaração de que não se deve meter em disputas político-partidárias quando não hesitou em fazê-lo sobre a Grécia?