O problema: reportagem no Jornal da Uma da TVI, desta vez uma escola algarvia com muito menos de um milhar de pinheiros, parece que três unidades, uma complicação sobre a Processionária, pais ignorantes em pânico, jornalistas ávidos da desgraça sem solução, criançada pós-curiosa coçada, a culpa é do governo.

 

A solução: cinco míseros aéreos de investimento num pozinho bacillus thuringiensis – não refiro marcas comerciais só para aborrecer – e já está! Desde 1911 que qualquer não ignorante sabe.

Esta e outras soluções mais mecânicas. Só que as soluções não agradam aos küs deste mundo.

Ide pentear macacos nabos!