É muito interessante a retórica do governo grego, faz-me lembrar algumas vitórias sindicais por cá.

Dizem que ganharam tempo?

Mas era esse o objectivo?

E tempo para quê?

Até à próxima negociação em Junho?

Até novo entendimento?

É verdade que a sua posição era muito difícil, desde logo devido a posições vergonhosas como a do governo português, mero cão de fila do alemão, e que seria delicado declarar que não conseguiram praticamente nada do que pretendiam… mas… só quem não quer ver é que não vê que apenas conseguiram manter o que já tinham. Que era o que não queriam manter.

O resto é fumaça e, agora sim, pensamento mágico.

É pena.

Mesmo se teremos elogios ao bom senso ou ao sentido de responsabilidade.

Com jeitinho, até teremos prosa do Assis a este respeito.

Foi a vitória – e nem sequer muito subtil – do pãozinho sem sal do eurogrupo e da nossa maria deslavada.

Anúncios