Estado paga mais para cantinas sociais do que para RSI

Porque o que acaba por interessar é pagar a quem interessa e não a quem faz mesmo falta porque se desconfia, na base de preconceitos bem inscritos na mentalidade, dos “indesejáveis” pobres, que já no século XIX se associavam às classes perigosas de marginais e criminosos.