Sim, claro que desconto.

Ora essa… Einstein é Einstein, não é Ainstain e o Picasso não é Picaço e o Almada Negreiros não é Pinhal de Negreiros (a menos que seja para o Camilo Lourenço, para quem Seixal ou Barreiro são exactamente o mesmo, incluindo os respectivos presidentes de câmara que são demagogos os dois, mesmo que não os distinga um do outro, porque a malta comuna e não liberal é toda a mesma corja despesista que não deixa o país andar para a frente mesmo que deixe os portugueses para trás), mas se um tipo errar em factos não é grave, apenas um lapso factual e nada tão grave como a falta de uma cedilha.

E mais que não fosse, menino, tu és de um meio socialmente desfavorecido e tu, menina, és de uma minoria cultural economicamente deprimida pelo que se forem estudar para a Universidade, irão acabar em cursos para professor, porque não sabem fazer mais nada porque isso diz o monteiro do jornal e o hélder de sousa que é diniz mas não é erro porque é de família, e depois irão fazer uma prova e dar erros e o investigador cristão dirá que vocês – benzós Deus que não é nada de pessoal ou sequer preconceituoso – darão erros exactamente porque são professores e são professores porque foram pobrezinhos que não conseguiram ir tirar o curso à Católica porque não tiveram liberdade de escolha no Secundário, nem ninguém a meter uma cunha para vos arranjar um financiamento para uns estudos e uma assessoria e por isso mesmo são maus professores para os “nossos filhos”, mesmo de quem não tem filhos, estão a perceber ou querem que vos faça um desenho com 17 jogadores, dos quais 6 no banco, de preferência o Eliseu e o Mourinho a seleccionador?

E a modos que é assim e nada cá de posturas corporativas que vocês não são charlies e a liberdade de esxpressão não é a da mal escrita, é só a falada e desenhada, a menos que seja ofensiva para quem é charlie ao retardador, que até já se tinham esquecido dos tempos em que eram anarcas e portanto devemos todos ser mansinhos e nada de refilar ou pactuar com erros que isso é só para quem não sabe escrever apenas com o corrector ortográfico mais actualizado e nós nem sabemos se sabem escrever ou não ou então na Finlândia em que querem acabar com a manuscrição nas esolas e depois é que era capaz de ser engraçado perceber quem sabe mesmo escrever sem erros ortográficos ou com eles, pois tudo seria corrigido e eles até têm o melhor sistema de ensino do mundo e nem avaliam os alunos montes de anos e nem queremos perceber como é que eles avaliariam a orotografia dos alunos se não os avaliam, mas isso é outra conversa que não vem ao caso porque se vier ao caso baralha a nossa ausência natural de lógica e fundamentação na argumentação, o que só prova que os professores são corporativos e piores aqueles que escrevem em sua defesa, pois se o fazem é porque pactuam com os erros e são uns tipos detestáveis a quem não deveriam ser entregues crianças, os “nossos filhos” por procuração, pois ainda são capazes de ser esquerdistas do syriza, ou seja crianças como diz o pedro e isso seria colocar crianças a dar aulas a crianças o que é errado a menos que defendamos a aprendizagem pela descoberta que é a melhor, a menos que seja eduquesa e nesse caso é má, mas é boa se for para chatear os professores que acham que podem fazer o que querem nas suas aulas, que isto da liberdade é muito bonita mas é só para os que são charlies e charlies são só pessoas de boas famílias e quem é de boas famílias não é professor, porque é assim que o mundo foi feito e se o mundo foi feito assim é porque Deus ou os mercados o quiseram, numa ambiente de livre concorrência descoberta em idade tardia como os espadas e os seus discípulos na terra como os espadas são discípulos do popper e todos descobriram o popper e o hayek quando foram lá fora a universidades ou livrarias boas onde há liberdade, mas ir lá fora a esses sítios não é para qualquer um porque é só para filhos de família que podem fazer mba’s muito selectivos onde se visitam os pobrezinhos nos seus habitats, aqueles pobrezinhos que só podem aspirar à mobilidade lateral que os leva a professores e não podemos deixar que dêem aulas aos “nossos filhos” em escolas públicas, por isso é que deve existir liberdade de escolha porque nas escolas privadas os professores são seleccionados de forma muito exigente e todos fazem paques e se não fazem paques é como se fizessem porque o senhor director da escola ou o senhor padre ou o padrinho os recomendaram e a liberdade de escolha é mesmo isso e se não é isso é como se fosse e quem discorda é corporativo e arrogante, ó meu merdas de professor do ensino básico armado em doutor como se fosses igual a alguém de um meio favorecido, com duplo e triplo apelido com preposições pelo meio porque preposições pelo meio e copulativas são a marca de quem não é professor, muito menos do básico em escola pública reles e esses só merecem ser achincalhados e que ninguém diga nada em sua defesa porque isso é defender o erro e errar só é humano ser for amigo e governante ou gestor premiado e nesse caso pode fazer toda a porcaria que se safará sempre pois sabe escrever sem erros e tem maneiras à mesa e sabe distinguir os talheres de sobremesa dos talheres do peixe e fazer um windsor na gravata, simples, duplo ou meio.

E prontos! Vistes?

Anúncios