E só o querer disparar em todas as direcções, incluindo aquelas a que nunca deu importância, explica o desafio de Mário Soares.

Eu acho que o problema é mesmo da boina.