Sexta-feira, 5 de Dezembro, 2014


Xutos e Pontapés, Remar, Remar

Ainda se lembram quando estas coisas significavam algo e mexiam cá dentro, não servindo apenas para liturgias de telemóvel em punho?

Anúncios

Marc Ronson e Bruno Mars, Uptown Funk

E a música que (tirando umas passagens do Prince) esta me faz lembrar muito:

 

The Incredible Shrinking Incomes of Young Americans

It’s repetitive for some to hear, but important for everybody to know: You can’t explain Millennial economic behavior without explaining that real wages for young Americans have collapsed.

Já estivemos (muito) mais longe desta realidade do que estamos.

Sugestão da A. C.

Teachers Go Door-Knocking In Nashville

Foto2521

“Não há nenhuma criança no mundo que aprenda a ser inteligente com trabalhos de casa!”

Mesmo se sou dos professores que raramente envia trabalhos de casa, este tipo de fundamentalismo delicodoce enerva-me um pouco.

Como encarregado de educação, critico apenas os trabalhos de casa que são enviados para que sejam as mães ou pais a fazê-los, pois em pouco beneficiam os alunos.

Tem dias… tem horas… tem os seus momentos.

Até porque acabou por ir sendo o que não era para ser, no início.

Só que, muitas vezes, já cansa fazer a crónica dos desapontamentos esperados.

O Umbigo fez 9 anos há coisa de uma semana e se o percorrermos (ganda pachorra que seria preciso!) com algum detalhe analítico, percebe-se que é quase uma década de recuo em recuo, até ao quase espalmanço final contra a parede.

Não é que me desgostem as batalhas perdidas, muito pelo contrário. O seu aroma é delicado e estimulante como o do napalm a qualquer hora.

Só que a liberdade de fazer uma outra forma de crónica dos tempos, sem a tão adorada densidade substantiva de outros tempos (peneiras, peneiras…), é algo que devolve um princípio do prazer que é essencial para isto não se torne apenas um fardo quotidiano.

E agora, ao contrário de outrora, quase só se escreve (e menos) por prazer e não por dever.

IMG_7594

Página seguinte »