Aguardo apenas pelo recorte do jornal com maior qualidade do que aquele que já me enviaram, mas parece que lá por fora se anda a apresentar o caso do Key for Schools feito em Portugal como um enorme sucesso, uma iniciativa ímpar e exemplar de dedicação dos professores que o aplicaram, ao contrário do que o senhor IAVÉ andou a dizer por cá.