… pois o que está a acontecer significa que, quando saírem, também podem ir atrás deles, por muito que triturem documentação à despedida.

E porque há muitos dos pilares desta situação (lembremos Gaia) que está a contas com processos semelhantes. Podemos é interrogar-nos porque ainda andam por aí muito leves em páginas de revistas cor de rosa.

Sendo que, por exemplo, este senhor foi durante muito tempo o número dois, com responsabilidade em pelouros críticos, dessa outra situação por deslindar.

E há sempre a coisa dos submersíveis, sendo agora muito simples perceber como o dinheiro pode entrar, não entrando directamente, mas através dos capelosregos.

Pelo que… não me parece que o PSD e o CDS se possam e devam esticar demasiado…