Plataforma sindical está a ouvir professores sobre formas de luta. E diz que depende do governo não haver contestação.

.

Percebi… só ouvem os quotizados.