Agradecendo a transcrição ao Paulo Fazenda:

Tenho muita honra em poder dizer que o Sr Ministro da Educação, tendo colocado na altura o seu lugar à minha inteira disposição, para que o Primeiro Ministro pudesse decidir como entendesse, NUNCA EVITOU LAVAR AS MÃOS….. ou melhor, nunca evitou agarrar o problema e nunca procurou lavar as mãos do assunto. E isso só significa que acertei quando o escolhi para ser Ministro da Educação.

Passos Coelho, aos 30 segundos desta peça da RTP.

Passos Coelho volta a dar um voto de confiança ao ministro da Educação