a quantos secretários de estado já sobrevivemos? O quê, ainda não chega para a Torrre E Espada, por actos excepcionais de abnegação e sacrifício pela Pátria e pela humidade Humanidade e por aturarmos muitos cavalos, alguns – quiçá – de Alter?