Sabemos que Cavaco Silva se doutorou em York em 1973, após alguns anos por lá.

Sabemos que em Inglaterra só em 1968 se passou a exigir um Bacharelato em Educação aos professores.

Sabemos que, em 1970, Margaret Thatcher se tornou secretária de Estado para a Educação no governo de Ted Heath,

Sabemos que a principal acção de MT no início do seu mandato passou por tentar travar a transformação do sistema educativo inglês no sentido da  “comprehensivisation” (o termo português não existe a menos que tomemos como equivalente o de “unificação” no mesmo sentido do “ensino unificado” da reforma de Veiga Simão), através da circular 10/70. Também se destacou pela abolição da universalidade do leite escolar, através do Education (Milk) Act de 1971.

O que não sabemos?

Se as L.E.A. (autoridades educativas locais) faziam o recrutamento dos professores no início dos anos 70, se o faziam, em que critérios se baseavam, se é verdade que os anos lectivos começavam sem problemas no recrutamento de professores e se o sistema produzia bons resultados em termos das aprendizagens dos alunos.

Mas não deve ser muito difícil saber isso, certo? Eu cá tenho por aí uns elementos. Dispersos, como é evidente…

Só para confirmar a acuidade da memória presidencial…