… atropelando pelo caminho o SE Casanova e as suas declarações de ontem contra “ajustes directos” e incitando os professores a contestar nos Tribunais.

Será que eles ainda falam uns com os outros?

Governo propõe comissão para avaliar compensações a professores

Já agora, e a talhe de foice quanto a outras situações que andam por aí, para se presidir a uma comissão destas em que há duas partes em confronto, escolhe-se alguém independente… uma terceira parte, exterior ao dito confronto, não um segundo representante de uma das partes.

Quanto à decisão de, afinal, se compensarem os atingidos pelo descalabro da BCE, está em parte de acordo com o que sempre disse, pois nunca me pareceu razoável a teoria de que “os actos inválidos não podem gerar despesa”, em especial quando esses actos geraram despesas em particulares e, em seguida, expectativas goradas.