Sexta-feira, 26 de Setembro, 2014


Van Halen, You Really Got Me

Eles acreditam que nós acreditamos e ficam felizes com isso

Portugal Surreal – Passos, Tecnoforma e trafulhice

Parede de fumo

O Coelho e a Lebre

Sugestões do Livresco.

Perguntas subterrâneas ao subdiretor sobre os subcritérios

Só dá para votar até à hora do jogo. Depois, só comentar.

Mas, pelo menos, percebe-se que não se diz inocente, muito pelo contrário.

Jacinto Paixão, ex-árbitro que esta semana foi ilibado da prática de “infração disciplinar muito grave de corrupção da equipa de arbitragem” no encontro entre o FC Porto e o E. Amadora da temporada 2003/04, diz esta sexta-feira ao “Correio da Manhã  que “há muitos mais Apitos Dourados”.

Paixão admite que “não é só o FC Porto” que “está metido” e promete que um dia contará o que se passou:

“Só falarei quando tiver os meus filhos criados. Só digo que há muitas mais coisas para além daquelas que vieram a público”.

… nem sempre é a melhor forma de ela não se voltar a romper num momento crítico. Nem sequer, por vezes logo a curto prazo, a mais económica.

A plataforma de candidatura à Bolsa de Contratação de Escola (BCE) está novamente aberta até às 23h59 da próxima terça-feira, anunciou o Ministério da Educação e da Ciência (MEC). Para além de rectificar a fórmula matemática que esteve na origem do erro na ordenação dos docentes que se candidatam a estabelecimentos de ensino com contrato de autonomia e escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária), o ministério decidiu na madrugada de sexta-feira permitir que cerca de 40 mil candidatos tenham acesso aos dados que estão a pedir desde o início do mês. Objectivo: rectificarem as respostas dadas. Só depois voltará a ser feita a ordenação.

Investir no Futuro | Investir nos Professores

3 de outubro de 2014 | sexta | 21h30

Local: Teatro-Cine de Torres Vedras

Convidados:

Professor Doutor António Nóvoa – Professor Catedrático do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Professor Paulo Guinote – Professor de História e autor do blogue “A Educação do Meu Umbigo”

… até o sistema informático do Fisco entrou em colapso.

… num ranking internacional de competitividade, mas que é uma subida que o salsichómetro do actual PM parece desconhecer, atendendo ás suas recentes intervenções sobre esta área da desgovernação.

Mesmo que Nuno Magalhães possa estar equivocado em algum detalhe (ou o ranking ser diferente do que estou a pensar), não deixa de ser curiosa a forma como o CDS diverge na leitura das coisas…

E obriga o PM a elogiar o recuo do abandono escolar, mas apagando que a evolução não se refere aos últimos anos,mas sim a um intervalo de duas décadas.

Porque quem ganha pouco, de poucas origens, se lembra de qualquer acréscimo.

E porque, por variadíssimas vezes, o fisco me incomodou com dúvidas, sempre carentes de fundamento.

Mas enquanto me incomodava a mim por causa de amendoins, deixava as melancias passear sem problemas.

Já agora… eu desenvolvi diversos trabalhos de investigação, quase todos publicados, mas… curiosamente… as instituições que as patrocinaram, nunca me pagaram despesas relativas a deslocações, aquisição de bibliografia específica, etc, etc. Se há coisas que coleccionei, foram recusas.

Passos Coelho a tropeçar em si mesmo, frouxo, embaralhado, a alegar um direito de reserva que, pelas funções que desempenha, não lhe assiste.

Seguro com pouco apoio, pois atrás dele há uma bancada repleta de gente com a mesma espécie de pecadilhos que ele está a apontar ao primeiro chourição, desculpem, ministro do país.

E esse é o único trunfo que Passos Coelho tem neste debate. Lançar a dúvida sobre os outros… do género “que lance a primeira pedra quem não recebeu umas coroas alegadamente como despesas de representação em cargos manhosos em entidades criadas mesmo para esse efeito”

O entusiasmo das bancadas da maioria parece um balão a esvaziar-se à medida que as intervenções de Passos Coelho se sucedem, deixando aqui ou ali um detalhe (já se lembra que foi a Cabo Verde, ao Porto), tentando refugiar-se em truque (fracos) de linguagem e tecnicismos jurídicos que, claramente, não domina, apesar de um apoio que se pretendia maduro, mas foi trucidado por Jerónimo de Sousa.

Pub26Set14

Público, 26 de Setembro de 2014

Comunicado: Resposta para a comunicação Social vf.

Imagens da acção, ontem, diante da DREC:

BoiCerco2BoiCerco1BoiCerco4BoiCerco3

Henricartoon17

(c) Henrique Monteiro

O travesseiro assemelha-se a uma…