O primeiro quadro refere-se a “escolas”, enquanto o segundo se refere a “unidades orgânicas”, sendo visível o gigantismo crescente de alguns agrupamentos. No ano lectivo de 2012-13 eram 132 os agrupamentos com mais de 2400 alunos, o que significa cerca de 18,5% das “U.O.”.

Em 2006-07 eram apenas 8 em 840, menos de 1%.

Quando se fala no aspecto “centralizado” do nosso sistema de ensino, de estruturas “mastodônticas”, gostava de saber se esta evolução não é um exemplo bem evidentes de concentração escolar e da macrocefalia crescente do modelo de gestão escolar.

CNERedeEscolar4CNERedeEscolar5Fonte:

CNE2013k