… que teve o bónus de poder comentar, em primeiríssima mão, a conferência de imprensa de Nuno Crato sobre o “premente” assunto dos créditos horários, no momento em que a Bolsa de Contratações de Escola estava a prolongar o seu colapso e o processo de rescisões tinha sido declarado encerrado pelo secretário de Estado Casanova e um inenarrável mail de um director-geral.

Pelo meio, tem um momento inesquecível de luz e cor, com uma pen sem saber onde ser enfiada.