Há muito por onde ficar desiludido, mas a incapacidade para se libertar da “herança má”, de se emancipar de tudo o que dizia achar mal, é um dos traços mais negativos do mandato de Crato.

E o pouco quer fez, fez mal e acabou em indemnizações chorudas aos empreiteiros.

Isso e ter feito regredir o funcionamento do MEC para os tempos piores do que aqueles em que tudo era tratado em papel. Mas em devido tempo.

Se era isso a “implosão”, pode limpar o papel higiénico às mãos.

Exp6Set14

Expresso, 6 de Setembro de 2014