É o que ele diz e eu percebo. Não há direito que, após tanta impunidade, agora aconteça uma coisa destas e ainda seja preciso andar a fazer recursos e arrastar a coisa mais uns anos.

Já quanto a Sá Fernandes – o único vulto capaz de fazer frente a Marinho Pinto em matéria de disparatanço pseudo-justicialista – consegue desacreditar cada causa dele que até pode ser justa com este hábito de ir a todas.

Eu sei que os advogados dizem que todos têm direito à sua defesa, mas de tanto defender robalos, ficamos sem saber se em outros casos não anda apenas armado em carapau de corrida.