Isto de submeter a declaração do ano a mais de 48 horas do prazo nem parece meu.

E só com 12 erros de início, quase todos porque me esqueço sempre dos campos para meter a zeros.

Mas eu sei porquê… é que começa a Feira do Livro e eu não quero perder tempo com papeladas más, podendo estar a apreciar papeladas boas.

O que, por outro lado, significa que a imobilidade sigilosa vai durar mais uns tempos… 🙂