Só é triste que use o argumento deplorável que usa para se justificar e nem estou a falar da sanha anti-aposentados, já de si lamentável.

Falo da demagogia do pior gosto ao usar o argumento da filha para se colocar a jeito de uma nomeação para… deputado? secretário de Estado adjunto?

(poderíamos sempre afirmar que a causa é puramente egoísta e feita com um explícito propósito anti-solidário, mas penso que isso é assumido pelo escriba)

Até que ponto se pode descer neste jogo de disponibilidades?

Isto é pior do que injecções de botox, colagénio e silicone para se tornar aprazível…

Exp23Mai14b

(…)

Exp23Mai14c

Expresso, 23 de Maio de 2014