Terminei hoje as duas semanas de preparação específica para o exame de Português das minhas duas turmas de 6º ano (uma regular, Uma pca, mas que vai toda fazer exame por causa das coisas…).

Foram 6 aulas de 2 tempos, pouco mais de 5% das quase 170 aulas dadas este ano e cerca de 3% das mais de 350 dadas desde o início do 5º ano.

Apesar de não concordar com este calendário, que nos obriga a ter a matéria dada semanas antes do fim das aulas, acho que isto não me perturba muito, nem sequer distorce de forma minimamente significativa a forma de trabalhar com as turmas.

O que se fez nestes dias foi, acima de tudo, treinar a concentração e hábitos de auto-disciplina.

Quase todos sabem que terão uma nota mais baixa do que a interna, em especial tod@s @s que, sendo bons/boas alun@s, têm nível cinco porque cumprem com todas as tarefas de forma correctíssima.

Há quem saiba que o objectivo é demonstrar que não andaram um ano a ver passar as aulas e que são capazes de fazer o mesmo do que qualquer outr@.

A maior parte do trabalho é mais psicológico do que “técnico”.

No fim, faremos todos o balanço realista, sem aquelas auto-avaliações necessariamente excelentes.