Não é a medida principal (regular a sério a qualidade dos cursos oferecidos desde a sua criação para não se atraírem alunos e propinas ao engano)… mas é a segunda…

Resta saber se haverá CORAGEM para a levar adiante de forma credível.

Fazer exames de acesso ás profissões só têm razão para existir se as Universidades e Politécnicos funcionarem na base da balda…

Exp10Mai14b

Expresso, 10 de Maio de 2014