Sim, falo hoje, e também, sobre o programa de ontem do Canal 1 cujo tema era: “o que une os portugueses”. Sou portuguesa de voz que baste, inundada de um perguntar que não me larga.

O que une os portuguese é, desde sempre, a sabedoria de “fazer” uniões de facto. O “célebre” pastel de nata une-me a qualquer esquimó.

E tudo o mais de permeio. Que já em tempos alguém destacou ser de exorbitante estilismo linguístico.
.
Antes o Emanuel. Sempre tem a Susy e desliga-se o som.