Terça-feira, 18 de Março, 2014


Norah Jones, Chasing Pirates

Se um tiroteio de 2008 só chegou agora a julgamento…

Processos contra BCP, BPN e BPP podem prescrever em menos de 2 anos

 

Sobre os concursos de professores manda os auxiliares.

Ministro da Educação recebe Kasparov para abordar promoção do xadrez nas escolas

Falta de consenso pode ‘enervar’ os mercados

Bullshit

Sim, falo hoje, e também, sobre o programa de ontem do Canal 1 cujo tema era: “o que une os portugueses”. Sou portuguesa de voz que baste, inundada de um perguntar que não me larga.

O que une os portuguese é, desde sempre, a sabedoria de “fazer” uniões de facto. O “célebre” pastel de nata une-me a qualquer esquimó.

E tudo o mais de permeio. Que já em tempos alguém destacou ser de exorbitante estilismo linguístico.
.
Antes o Emanuel. Sempre tem a Susy e desliga-se o som.

MedeirosFerreiraMaio12DeTiagoMiranda

Foi meu professor no 1º ano de mestrado em História Contemporânea, há quase 25 anos. O seu humor, de uma ironia corrosiva, nem sempre era percebido pelas suas “vítimas”. O que ainda era mais divertido nas aulas, na apresentação de trabalhos.

Em público, moderava-se mais, sendo curioso que me apontasse isso mesmo… o de ser por vezes mais tolerante do que me apeteceria.

Adenda: a dedicatória com que me brindou (no seu Ensaio Histórico sobre a Revolução do 25 de Abril) já depois de ter sido seu aluno e o ter soterrado com um trabalho de seminário sobre a Revolução Russa na Imprensa Portuguesa com mais de 250 páginas… :-). E olhem que eu não sou de ter muitos livros autografados…

IMG_4008

Página seguinte »