UGT “percebe dificuldades” do Governo face a ameaças externas ao Estado Social

O bigode não deve passar de 2015.