Terça-feira, 11 de Fevereiro, 2014


AD//DC, Shoot To Thrill

 

a aula está a ser um clímax!

Embora demonstre algo já sabido.

Novos dilemas, velhas soluções? – patronagem e governos partidários

Câmara de Coimbra paga transportes dos colégios privados

Mais de 166 mil euros é quanto a Câmara de Coimbra vai pagar, no corrente ano letivo, para os transportes escolares de seis colégios particulares. Quase um terço vai para duas destas escolas. O vereador da Educação adverte: “Isto não vai continuar, pois a câmara não pode continuar a subsidiar o ensino privado”.

Os CTT – outrora uma instituição modelar – transformou os seus serviços numa espécie de loja de conveniência e em que as rondas são determinadas por critérios que escapam muito à eficácia de um serviço postal.

Os atrasos e entregas transviadas tornaram-se rotina, pois o que interesse é facturar com tudo e mais alguma coisa.

CTT pressionam carteiros para venderem cautelas

Hum!, só levaram duas placas para casa…

dead_cat

A falta de William Carvalho explica só parte da macieza no meio campo. Aqueles rapazes precisam ganhar calo.

Nada a obstar. Excelente arbitragem, mesmo vendo em baixa definição.

Incapaz de admitir os seus erros, incomodado com o facto de nem todos o acharem um génio, dispara sobre os bichos-papões que, como são “genéricos”, servem de desculpa para tudo. Incluindo a incompetência dos acusadores.

O antigo ministro diz ainda que a reforma do Estado não avançou mais cedo porque tem custos para os interesses organizados que, segundo Vítor Gaspar, estão solidamente enraizados desde o Estado corporativo construído por Salazar.

Vítor Gaspar é um economista mediano, na esteira da mediania da sua escola ideológica. De História Política percebe muito pouco e o que percebe baseia-se em chavões. Ele não faz a mínima ideia do que era uma corporação no sentido salazarista do termo, que tinha como principal razão de ser a eliminação do conflito social e laboral.

Penso que já está velho para aprender conceitos novos. Novos para ele, entenda-se.

Decreto-Lei n.º 22/2014. D.R. n.º 29, Série I de 2014-02-11

Ministério da Educação e Ciência

Estabelece o regime jurídico da formação contínua de professores e define o respetivo sistema de coordenação, administração e apoio.

Aqui.

NEE

 

A partir daqui. Não me parece que a evolução seja má, a avaliar pelos padrões internacionais.

CienciaCiencia1Ciencia2

Com bonecos da bola é mais fácil perceber

Porque há lobbys mesmo muito poderosos.

IGF divulgou menos de um quarto das auditorias já homologadas

Oito meses depois de o Parlamento ter recomendado ao Governo a divulgação integral das auditorias às autarquias muito pouco foi feito. Ministério diz que é por causa do “segredo de justiça” e da “protecção de dados pessoais”.

rolha

Rede de laboratórios divulga críticas que o conselho nacional de ciência não divulgou por pressão de Leonor Parreira

Críticas ao Governo que o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia não tinha divulgado oficialmente foram agora mencionadas no comunicado de outro fórum de discussão do sistema científico português.

Old habits don’t die.

rolha

… fazer o jogo na Tapadinha.

… mas a cegueira ideológica e a incapacidade para reconhecer erros também não são.

“A modéstia não é uma das minhas qualidades”

FP

Fonte: FunçãoPublica1869.

Claro que os assessores e consultores não se sentem funcionários. São Algo mais.

Colégios do grupo GPS: buscas na casa do ex-director regional de educação, FENPROF apresenta queixa na Procuradoria Geral da República.

Página seguinte »