Claro… a teoria de que aquilo era o cabelo do Jesus era demasiado rebuscada, embora credível. Até começarem a cair as placas, pelo menos.