no partido “não há lugar para posições monárquicas ou anti-imigração”. E que estas são “incompatíveis com os princípios universalistas, solidários e igualitários do partido”

Heil!