… eu acho-os uns imbecis de primeira apanha, não me revendo minimamente nas baboseiras destes ex-líderes das jotas que acabam ou no Parlamento europeu ou em líderes partidários. Relembremos, para além dos nomeados, os precocemente instalados Sérgio Sousa Pinto, Djamila Madeira, Pedro Pinto, o próprio Marques Mendes…

E o que é pior é que esse discurso ainda parece “fundamentado” em livros como o de Helena Matos e José Manuel Fernandes que têm obrigação de saber muito mais do que um qualquer ex-jotinha.

“Discurso geracional” e guerra aos “velhos”

Estes antigos “jotas” do “discurso geracional” que hoje estão no poder são a encarnação viva da partidocracia.