Não sei – nada disto em Portugal é garantido pois mesmo culpados confessos acabam absolvidos – se não terei de esfregar na cara de algumas pessoas o que escreveram que as irregularidades nas escolas privadas eram coisas menores.

Buscas em colégios do grupo GPS, suspeitas de corrupção, branqueamento e enriquecimento ilícito.

E depois haveria que apurar se certos “consultores” não tinham conhecimento deste tipo de irregularidades. E por “consultores” estou a pensar em gente muito próxima do poder que está.