Domingo, 19 de Janeiro, 2014


Eric Clapton, If I Had Possession Over Judgement Day

Ia ser o bom e o bonito.

ExpoBNP

A explorar de forma extensiva:

IGuerra

… para aqueles que os têm medíocres e assim perdem menos com as comparações.

“Quando o disparate ferve”

Portugal: a revolta dos professores, ou do desaparecimento do professor como figura pública

Vinculação de professores: a falácia do tempo completo

A situação é dramática e este ministro parece definitivamente convertido a um terceiro-mundismo economicista.

“Todos partem e nenhum fica”

A vantagem do sector da Ciência sobre o da Educação é que beneficia da existência de muitos notáveis que rapidamente se organizam e conseguem ter uma mediatização quase imediata das suas queixas que o sector da Educação Não-Superior demorou anos a conseguir e mesmo assim sem grande solidariedade por parte daqueles que agora se queixam mas antes pensavam escapar à razia.

Mas não é momento para regatear solidariedade e apoio a um sector fulcral para o nosso desenvolvimento no seu combate contra o grunhismo governamental dos piresdelima.

pub19Jan14

Público, 19 de Janeiro de 2014

… eu gostaria de saber quando temos acesso aos dados das escolas privadas relativos ao contexto socio-económico dos seus alunos e respectivas famílias.

Seja das que levam dinheiros do Estado em contratos de associação ou outros apoios – pois afirmam-se parte do serviço público de Educação -, seja das completamente privadas que se orgulham de ficar no topo dos rankings mas não explicam verdadeiramente o como e porquê.

Começa a tardar uma convergência público-privada nestas matérias pois aqueles que exigem informação sobre a rede pública também devem estar disponíveis para fornecer a sua, por forma a que se lhe apliquem também aquelas fórmulas destinadas a apurar os resultados expectáveis.

Antero134

(c) Antero Valério