Mesmo se o ministro desconfia da qualidade dos cursos… e dos licenciados e mestres que de lá saem. Mas só dos que formam professores. O resto é tudo do melhor e mais bom do que há, aqui e além-mar.

Mas o que interessa é enganar a malta.

Quanto a este pedido de demissão, tende calma amigos, está tudo controlado. O ministro a partir de agora delegará em alguém de confiança a conversa sobre o ensino politécnico.

Exp21Dez13

Expresso, 21 de Dezembro de 2013

E depois ainda anda o Daniel Oliveira a justificar-se por ter andado a saltar do Secundário para um mestrado na Lusófona (tudo legal e em defesa da Escola Pública!).